Goldenergy passa de prejuízo a lucro de 200 mil euros em 2019

  • Lusa
  • 11 Março 2020

A Goldenergy alcançou em 2019 um lucro de 200 mil euros, depois de em 2018 ter reportado um prejuízo de 1,8 milhões.

A Goldenergy alcançou em 2019 um lucro de 200 mil euros, depois de em 2018 ter reportado um prejuízo de 1,8 milhões de euros, anunciou esta quarta-feira a empresa portuguesa.

Este resultado líquido, que pela primeira vez foi positivo, foi alcançado apesar de “uma descida da faturação”, por causa da baixa de preços realizada pela empresa no ano passado, justifica a Goldenergy em comunicado, adiantando que vai investir dez milhões de euros nos próximos cinco anos. A faturação da empresa, que diz ser a quinta maior comercializadora de eletricidade a clientes domésticos em Portugal, desceu de 108 milhões de euros em 2018 para 105 milhões de euros no ano passado.

O diretor-geral da Goldenergy, Miguel Checa, afirmou, citado em comunicado, que “a empresa tem no seu ADN a oferta de preços competitivos” e, nesse sentido, baixou os preços das tarifas no ano passado, o que “se refletiu na descida da faturação”. A empresa aumentou em 5% o número de clientes no ano passado, contando atualmente com cerca de 250 mil clientes.

A Goldenergy tem uma quota de mercado na eletricidade de 2% e no mercado do gás natural de 13%, mas o objetivo é crescer, aumentando a quota de mercado e, nos próximos dois anos, atingir os 500 mil clientes, com especial foco na eletricidade, onde a empresa diz estar “a crescer atualmente a um ritmo de mais de 400 contratos novos por dia”.

Com escritórios em Vila Real (sede), Lisboa e Porto, a Goldenergy prevê finalizar 2020 com uma rede de 50 lojas. O investimento previsto para os próximos cinco anos será sobretudo na área da digitalização, onde já foram investidos dois milhões de euros no último ano. A empresa tem como objetivo desenvolver em Vila Real uma plataforma digital que permita crescer em Portugal e, uma vez consolidada, pensar na internacionalização, sendo Espanha o mercado natural para o início da presença internacional da Goldenergy.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Goldenergy passa de prejuízo a lucro de 200 mil euros em 2019

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião