Revista de imprensa internacional

A IAG decidiu adiar as mudanças na liderança para coordenar a resposta, enquanto a Sanofi urge para a necessidade de aumentar a capacidade de produção de vacinas.

Um pouco por todo o mundo, o surto do novo coronavírus está a causar um impacto nas empresas e economias. A IAG decidiu adiar as mudanças na liderança para coordenar a resposta, enquanto a Sanofi urge para a necessidade de aumentar a capacidade de produção de vacinas. Pela China, o vírus causou quebras na produção industrial, nas vendas e no investimento. Em França, os receios com o vírus fizeram aumentar a abstenção nas eleições. Veja estas e outras notícias que marcam a atualidade internacional.

Expansión

IAG adia mudanças na liderança devido ao coronavírus

A IAG, grupo que inclui a British Airways, Iberia e Vueling, anunciou que vai interromper as mudanças que planeava realizar em março, para enfrentar a crise do novo coronavírus. O irlandês Willie Walsh ia deixar de ser o CEO da IAG para dar lugar a Luis Gallego, líder da transportadora espanhola desde 2014. No entanto, para coordenar a reposta ao vírus, irão manter-se nos cargos atuais.

Leia a notícia completa no Expansión (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Les Echos

Maioria de Macron sai penalizada nas autárquicas em França

Os eleitores franceses votaram neste domingo em todo o país, em eleições municipais marcadas por uma baixa taxa de participação, devido ao surto do novo coronavírus. Os candidatos do partido de Emmanuel Macron tiveram dificuldades em manter as maiorias, com a possibilidade de terem de ir a segunda volta em alguns locais, como foi o caso do primeiro-ministro Édouard Philippe. Isto se estas se realizarem, já que há dúvidas sobre a marcação de mais uma ida às urnas durante a pandemia.

Leia a notícia completa no Les Echos (acesso condicionado, conteúdo em francês).

Financial Times

Sanofi pede a Europa que aumente a capacidade de produção de vacinas

A farmacêutica francesa Sanofi fez o alerta de que a Europa não tem capacidade para produzir vacinas para lidar com pandemias como esta do novo coronavírus, pedindo assim uma agência governamental dedicada ao planeamento de respostas, como existe já nos EUA. Para o CEO da farmacêutica, o surto colocou a questão da soberania nacional dos sistemas de saúde “em foco”.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

South China Morning Post

Economia da China sofre colapso dramático em janeiro

O impacto do coronavírus na economia da China ficou claro em novos números relativos aos dois primeiros meses do ano, que mostram quedas em indicadores económicos muito maiores do que aquelas previstas pelos analistas. Os dados combinados de janeiro e fevereiro mostraram que a produção industrial caiu 13,5%, as vendas a retalho recuaram 20,5% e o investimento em ativos fixos desceu 24,5%, face ao ano anterior.

Leia a notícia completa no South China Morning Post (acesso livre, conteúdo em inglês).

CNN

Biden promete escolher uma mulher como parceira de candidatura

Joe Biden diz que vai escolher uma mulher para concorrer enquanto sua vice-presidente nas eleições norte-americanas. Nesta altura, o antigo vice-presidente de Barack Obama vai à frente na corrida para ser o candidato democrata à Casa Branca, depois de ter conquistado várias vitórias durante as primárias.

Leia a notícia completa na CNN (acesso livre, conteúdo em inglês).

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião