5 coisas que vão marcar o dia

INE divulga contas nacionais, podendo revelar um excedente orçamental em 2019. A DGS atualiza números do Covid-19 e a REN apresenta contas.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga as contas nacionais trimestrais de 2019, que poderá revelar um inédito excedente orçamental. A Direção-Geral de Saúde (DGS) faz nova contagem do número de casos confirmados de Covid-19 assim como do número de vítimas mortais. A REN presta contas em Lisboa e lá por fora o Eurostat divulga números do comércio internacional.

Portugal fechou 2019 com excedente?

António Costa admitiu esta terça-feira no Parlamento que existe uma “grande probabilidade” de Portugal ter fechar 2019 com um excedente orçamental. O INE divulga este número durante a manhã com a publicação das contas nacionais trimestrais do ano passado.

Medina anuncia medidas de apoio contra vírus

Fernando Medina apresenta em conferência de imprensa, às 10h00, as medidas da Câmara de Lisboa para apoiar as famílias e a atividade económica da cidade, devido ao impacto do surto do novo coronavírus. Esta terça-feira já foi anunciado que permitirá o adiamento do pagamento das rendas em fogos municipais até dia 30 de junho.

Quantos casos e vítimas do Covid-19?

A DGS volta a atualizar os números relativos à pandemia do novo coronavírus em Portugal. Os últimos dados contabilizam 33 mortes e mais de 2.300 casos confirmados de infeção pelo vírus.

REN presta contas ao mercado

A REN, a gestora da rede elétrica nacional, apresenta as contas relativas ao ano passado. A empresa liderada por Rodrigo Costa anunciou lucros de 86,3 milhões de euros até setembro de 2019, uma queda de 5% face ao período homólogo. Outro ponto de interesse: qual será o valor do dividendo?

Guerra comercial teve impacto na Europa?

O Eurostat atualiza as estatísticas do comércio internacional em 2019, um ano marcado pela disputa comercial dos EUA com todo o mundo, incluindo a Europa.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião