Elisa Ferreira contraria Governo. É possível reafetar verbas da linha circular do metro de Lisboa

  • ECO
  • 7 Abril 2020

Comissão Europeia contraria Governo. Diz que é possível reafetar fundos da linha circular do metro de Lisboa. Ministro Matos Fernandes tinha dito que não seria possível devido aos prazos.

“Os 83 milhões de euros alocados ao co-financiamento do projeto da linha circular do metropolitano de Lisboa podem, por decisão das autoridades portuguesas, ser reafetados a outros projetos, designadamente de expansão da rede”. Assim respondeu Elisa Ferreira, a comissão com a pasta da Coesão e Reformas, em resposta a uma pergunta escrita enviada pelos eurodeputados do PCP, de acordo com o Público (acesso pago).

Segundo um comunicado do PCP, citado pelo jornal, a reafetação dos fundos comunitários não implicaria a “perda de verbas” em projetos com “execução até ao final de 2023”. Deste modo, a posição da Comissão Europeia “deita por terra as afirmações, falsas, de que o país perderia financiamentos da UE se suspendesse o projeto da linha circular“.

Foi o ministro do Ambiente e da Ação Climática quem alertou para o risco de perder esse financiamento caso houvesse uma alteração na alocação desses fundos. No Parlamento, no seguimento de uma proposta no âmbito do Orçamento do Estado para suspender a linha circular, Matos Fernandes disse seria impossível fazer uma reafetação por causa dos prazos apertados para a execução da verba.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Elisa Ferreira contraria Governo. É possível reafetar verbas da linha circular do metro de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião