Marcelo diz que as escolas já não deverão abrir este mês

Depois de uma reunião com especialistas e políticos, o Presidente da República adiantou que as escolas não deverão abrir em abril.

O Presidente da República adiantou que as escolas não deverão abrir em abril, apontando a sua possível reabertura para o mês de maio. À saída da reunião com especialistas e políticos no Infarmed, Marcelo Rebelo de Sousa salientou que é necessário “manter o esforço durante o mês de abril” para depois “virar uma página”.

Quanto ao evoluir da situação, Marcelo apontou que “há uma tendência lenta, mas positiva”, em declarações transmitidas pelas televisões. Por isso, “se queremos ganhar a liberdade em maio, precisamos de a ganhar em abril”, disse. O primeiro-ministro vai anunciar a decisão sobre a reabertura das escolas a 9 de abril, sendo que esta reunião serviu também para avaliar a situação.

Depois da sessão no Infarmed, o vice-presidente do PSD defendeu que com o tempo que se tem “devemos ter uma atitude responsável, medidas progressivas, bem ponderadas, equilibradas entre aquilo que é a necessidade de voltar à vida normal e os condicionalismos de reabrir novamente escolas”.

David Justino apontou que se podem começar a antever algumas medidas para o mês de maio, com a possível reabertura de escolas e todo tipo de atividades. “A escola envolve grupos de alto risco como professores ou funcionários, já que metade do corpo docente tem pelo menos 50 anos”, referiu, defendendo assim que “todo o cuidado é pouco”.

A líder bloquista falou também, apontando que “o ano letivo não vai poder reabrir a 14 de abril”. Com a necessidade do prolongamento das medidas de contenção, Catarina Martins defendeu que são necessárias “medidas mais fortes do ponto de vista económico e social”, nomeadamente que as medida de acompanhamento aos filhos sejam repostas.

Já João Oliveira, do PCP, apontou que é “essencial”, num cenário em que se mantém medidas de contenção, que sejam tidos em consideração os problemas económicos e sociais, reiterando que são também “precisas respostas políticas”.

O PAN salientou também que, por agora, “não é ainda o tempo de levantar restrições à atividade escolar e permitir que escolas retomem a sua atividade”. André Silva sinalizou que, por esta razão, é “importante estender apoios as famílias que estão com filhos em casa”.

(Notícia atualizada às 15h00)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Marcelo diz que as escolas já não deverão abrir este mês

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião