Três grandes do futebol português querem reduzir salários dos jogadores para metade

Os emblemas de futebol com mais títulos em Portugal pretendem reduzir os salários dos jogadores profissionais em cerca de 50%. Uma medida pensada para combater os estragos provocados pelo Covid-19.

Benfica, FC Porto e Sporting pretendem reduzir os salários dos jogadores profissionais em cerca de 50%, de acordo com o Record (acesso pago). O jornal acrescenta que os dirigentes dos três grandes do futebol nacional estão na fase de negociações com os atletas.

Também o Belenenses SAD, da Liga Nos, já tinha anunciado na segunda-feira que tinha entrado parcialmente em lay-off, devido ao Covid-19, tendo “em vista a salvaguarda dos postos de trabalho e do tecido empresarial”, anunciou a formação lisboeta.

Com o início da pandemia do novo coronvírus, todas as competições nacionais e internacionais de futebol foram suspensas por tempo indeterminado. Contudo, de acordo com as últimas informações da UEFA, o intuito é as provas voltarem à normalidade apenas no verão.

A Liga Nos e a Liga Pro foram suspensas no passado mês de março quando ainda faltavam 10 jornadas para terminar o campeonato. Uma decisão tomada pela Liga Portugal e que esteve em linha com o resto da Europa, especialmente com Itália e Espanha que foram os primeiros a avançar com a suspensão das respetivas competições domésticas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Três grandes do futebol português querem reduzir salários dos jogadores para metade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião