Acionistas do EuroBic adiam nomeação de nova gestão. Avaliação do Abanca concluída em maio

Teixeira dos Santos e a sua equipa vão manter-se em funções até se concluir processo de venda ao Abanca. Pandemia atrasou due dilligence dos espanhóis. Só ficará concluída durante o mês maio.

A assembleia geral de acionistas do EuroBic ia eleger esta segunda-feira os novos órgãos sociais do banco dado que os atuais dirigentes viram o seu mandato terminar no final de 2019. Mas este ponto foi suspenso pelo que Teixeira dos Santos e a restante equipa vão continuar em funções por mais tempo, até que seja concluído o processo de venda ao Abanca, segundo o Expresso.

Ao que o ECO apurou, a pandemia de Covid-19 atrasou os trabalhos de análise às contas do EuroBic que os espanhóis estão a fazer junto do banco português. Inicialmente, estava previsto que a due dilligence ficasse concluída nos primeiros dias de abril, mas registaram-se atrasos devido à situação de confinamento recomendada pelas autoridades, pelo que só durante o mês de maio ficará pronta. Fonte próxima do processo adiantou que, apesar da pandemia, tudo correr com relativa normalidade e o Abanca mantém-se interessado no negócio.

“A operação decorre de acordo com o planeado e o Abanca está comprometido com esta aquisição”, disse também o banco galego ao ECO há duas semanas.

O Abanca encontra-se a negociar a compra do EuroBic por um valor a rondar os 240 milhões de euros, isto depois de em janeiro Isabel dos Santos ter colocado a sua posição à venda na sequência da polémica em torno do Luanda Leaks. A empresária angolana, que detém 45% das ações do banco português, abdicou dos direitos de votos logo no momento em que anunciou a sua saída da estrutura acionista do EuroBic e não votou nesta assembleia geral.

Uma decisão final do Abanca será tomada assim que a due dilligence estiver concluída. O Banco de Portugal já sinalizou que a operação de compra do EuroBic não deverá registar obstáculos do supervisor.

“Não estamos perante uma entidade desconhecida, é supervisionada pelo Banco de Espanha, Banco de Portugal e pelo BCE. (…) Tem, à partida, condições para admitirmos que é um adquirente credível e com interesse”, disse o governador Carlos Costa quando foi ao Parlamento no início da maio.

Os acionistas do EuroBic foram chamados esta segunda-feira para uma assembleia geral que teve início marcado para as 11h00. Na ordem de trabalhos estava, entre outros pontos, a eleição dos novos órgãos sociais para o mandato 2020-2023 e ainda aprovação das contas de 2019. O banco terá obtido lucros acima dos 50 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Acionistas do EuroBic adiam nomeação de nova gestão. Avaliação do Abanca concluída em maio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião