Teixeira dos Santos agradece sacrifício dos acionistas do EuroBic na venda ao Abanca

Teixeira dos Santos, CEO do EuroBic, agora vendido aos espanhóis do Abanca, deixou um agradecimento aos acionistas pelo seu contributo para a estabilidade do banco, que implicou sacrifício para eles.

Teixeira dos Santos, presidente executivo do EuroBic, que foi vendido aos espanhóis do Abanca, deixou uma nota de agradecimento aos acionistas do banco, pelo seu contributo para a estabilidade e sustentabilidade da instituição, numa solução que representou um “sacrifício” para eles.

Numa mensagem partilhada com o conselho de administração e conselho fiscal, a que o ECO teve acesso, Teixeira dos Santos não escondeu a desilusão pelo facto de o EuroBic, que tem evoluído de forma positiva nos últimos anos, tenha acabado numa situação em que se tornou necessária a venda do seu controlo acionista.

Há três semanas, Isabel dos Santos colocou os seus 42,5% à venda face à polémica relacionada com o Luanda Leaks e que ameaçou a reputação do EuroBic.

Volvido este tempo, 95% do capital do banco foi agora vendido aos espanhóis do Abanca por um valor não revelado. A operação está sujeita a uma due diligence da parte do banco galego e ainda das autorizações regulatórias.

Com a venda ao Abanca, Teixeira dos Santos espera que estejam reunidas novamente as condições para assegurar a estabilidade e sustentabilidade do banco, isto após a polémica do Luanda Leaks ter colocado o EuroBic no epicentro devido a transferências suspeitas de contas da Sonangol para a offshore de Isabel dos Santos no Dubai.

O CEO do EuroBic não esqueceu o contributo dos acionistas para esta solução, que representou um sacrifício significativo com a venda das suas participações no banco. Também deixou um agradecimento aos donos do banco, em especial a Fernando Teles (37,5% do capital) pelo apoio que sempre deram à sua administração, e que ajudou o banco a ter um desempenho muito positivo nos últimos anos.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Teixeira dos Santos agradece sacrifício dos acionistas do EuroBic na venda ao Abanca

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião