Liberty Global e Telefónica fundem-se no Reino Unido em negócio de 31,4 mil milhões de libras

  • ECO
  • 7 Maio 2020

A Liberty Global e a Telefónica fundiram os seus negócios no Reino Unido, nomeadamente a Virgin Media e a O2. A operação está avaliada em 31,4 mil milhões de libras.

A Liberty Global e a Telefónica chegaram a um acordo para fundir os seus negócios no Reino Unido, nomeadamente a Virgin Media e a O2. A operação está avaliada em 31,4 mil milhões de libras (34,99 mil milhões de euros) e tem potencial para revolucionar o mercado britânico de telecomunicações, de acordo com o Financial Times (acesso pago).

Em causa está a fusão da segunda maior operadora de banda larga com a maior operadora de rede móvel no país, abrangendo um total de 26 milhões de clientes diretos e outros 34 milhões de clientes indiretos, segundo cálculos do mesmo jornal. Os termos do acordo preveem que a Liberty Global e a Telefónica passem a controlar, cada uma, 50% das duas operadoras, e foi alcançado depois de cinco meses de negociações.

Através deste negócio, a O2 é avaliada em 12,7 mil milhões de libras (14,55 mil milhões de euros) e a Virgin Media em 18,7 mil milhões de libras (21,4 mil milhões de euros), incluindo dívida. Num comunicado citado pelo Financial Times, as duas companhias apresentaram um plano de investimento de 10 mil milhões de libras (11,4 mil milhões de euros) no mercado do Reino Unido ao longo dos próximos cinco anos. A nova gigante que resultará da fusão vai concorrer taco a taco com a BT, dona da operadora EE.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Liberty Global e Telefónica fundem-se no Reino Unido em negócio de 31,4 mil milhões de libras

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião