Brisa corta dividendos para metade. Vai pagar 64,6 milhões de euros

  • ECO
  • 8 Maio 2020

Face à atual conjuntura económica mais desfavorável, a assembleia-geral da Brisa decidiu reduzir para metade o montante a distribuir aos acionistas. Assim, vão ser distribuídos 64,6 milhões de euros.

A assembleia-geral da Brisa decidiu cortar para metade o montante a distribuir aos acionistas em dividendos pelos resultados de 2019. O Conselho de Administração propunha 120 milhões de euros, ou mais de 78% dos lucros do ano passado, mas o valor acabou reduzido para 64,6 milhões, avança o Jornal de Negócios (acesso pago).

A decisão foi tomada na assembleia-geral de quarta-feira liderada por Vasco de Mello, com base na atual conjuntura económica mais desfavorável às operações da empresa de infraestruturas. Assim, os acionistas decidiram reduzir para 64,6 milhões de euros o pagamento das contribuições acionistas, ficando o valor remanescente – 87,3 milhões de euros – na sociedade como reservas livres. O pagamento vai ser feito a partir de 31 de maio.

Em 2019, a concessionária de autoestradas que foi recentemente vendida registou lucros de 151,9 milhões, pelo que os 64,6 milhões de euros representam um payout de cerca de 42%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Brisa corta dividendos para metade. Vai pagar 64,6 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião