Arranca hoje segunda fase de desconfinamento. Isto é tudo o que reabre

Esta fase irá marcar a reabertura de espaços como restaurantes e cafés, mas também de alguns estabelecimentos comerciais e creches.

Quinze dias depois de arrancar o plano de desconfinamento do Governo, chega a altura da segunda fase. Nesta segunda-feira serão levantadas várias medidas de restrição impostas devido à pandemia de Covid-19, que vão permitir reabrir vários estabelecimentos e a retoma de algumas atividades.

Esta fase irá marcar a reabertura de espaços como restaurantes e cafés, mas também de estabelecimentos comerciais e creches, e o regresso de aulas presenciais para alguns anos. A Direção-Geral de Saúde já publicou vários manuais com orientações para a reabertura destes espaços, nomeadamente para os restaurantes, para as creches e para o regresso às aulas em algumas escolas.

Veja tudo o que vai reabrir nesta segunda-feira:

  • Creches começam a reabrir;
  • Aulas presenciais dos 11.º e 12.º anos serão retomadas, apenas para as disciplinas sujeitas a exame nacional, bem como as aulas de 2.º e 3.º anos de outras ofertas formativas. Os alunos a partir dos 10 anos são obrigados a usar máscara;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias reabrem, mas só poderão receber metade da capacidade do seu estabelecimento;
  • Estabelecimentos comerciais com 400 metros quadrados, ou partes de lojas até 400 metros quadrados (ou maiores por decisão da autarquia);
  • Lares, onde voltam a ser possíveis visitas, mas apenas de uma pessoa por utente, uma vez por semana, com marcação prévia;
  • Feiras e mercados, mas com um plano de contingência. O Governo entretanto esclareceu que apenas podem reiniciar a atividade aquelas que são de venda de produtos, excluindo assim as de diversão;
  • Parques de campismo e caravanismo e áreas de serviço de autocaravanas, que terão uma lotação máxima de dois terços da capacidade. Estes espaços também podem ter o selo “Clean & Safe”, do Turismo de Portugal;
  • Museus, monumentos e palácios;
  • Escolas de condução e centros de inspeção podem reabrir, mas é só a partir de 25 de maio que se podem retomar os exames práticos da condução e certificação de profissionais, com regras;
  • Ensino de náutica de recreio, bem como a realização de vistorias e certificação de navios e embarcações.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Arranca hoje segunda fase de desconfinamento. Isto é tudo o que reabre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião