Costa vai ouvir partidos antes da nomeação do novo governador do Banco de Portugal

  • Lusa
  • 20 Maio 2020

Primeiro ministro reiterou esta quarta-feira que vai reunir-se com os partidos com representação parlamentar antes da escolha do novo governador do Banco de Portugal.

O primeiro-ministro, António Costa, reiterou esta quarta-feira que vai reunir-se com os partidos com representação parlamentar antes da escolha do novo governador do Banco de Portugal, que “será feita nos termos da lei”.

“Quanto ao cargo de governador do Banco de Portugal, já tive oportunidade de dizer, quando chegar à altura própria para proceder à substituição do atual governador eu, ao contrário do que foi feito pelo meu antecessor, procederei à audição e à consulta de todos os partidos representados nesta Assembleia da República”, afirmou.

No debate quinzenal que decorre na Assembleia da República, em Lisboa, e numa resposta ao PAN, o primeiro-ministro assegurou que “a escolha do próximo governador será feita nos termos da lei”.

Na abertura do debate, o porta-voz do PAN, André Silva, começou por afirmar que “Mário Centeno tem sido unanimemente considerado um bom ministro das Finanças”, mas, “curiosamente, é o único membro do Governo que aparenta estar de saída”.

“Permita-me discordar, não há unanimidade na classificação do doutor Mário Centeno como um bom ministro das Finanças, há aqueles também que o consideram um muito bom ministro das Finanças e os que o consideram também um ótimo ministro das finanças”, respondeu Costa.

Na ótica do PAN, o atual ministro “não consegue assegurar a objetividade exigível ao exercício das funções do Governador de Portugal”, pelo que o partido questiona “como é que alguém consegue garantir independência e imparcialidade no exercício da autoavaliação?”.

Mário Centeno terá de avaliar e decidir sobre o impacto de muitas decisões que ele próprio tomou enquanto ministro das Finanças. E é só isto que está em causa, não a ética da pessoa, mas sim a falta dela no salto direto do Ministério das Finanças para o Banco de Portugal”, concretizou o deputado, lembrando a proposta do PAN para que seja instituída a obrigatoriedade de “um intervalo de cinco anos para quem pretende sair do Governo ou da banca comercial para o Banco de Portugal”.

André Silva quis saber também se o primeiro-ministro “não vê nenhum conflito de interesses ou problema ético nestas eventuais nomeações”. Depois da resposta do chefe de Governo, o porta-voz do PAN fez questão de “registar que [Costa] não vê nenhum conflito de interesses, ou problemas éticos, na nomeação do doutor Mário Centeno para governador do Banco de Portugal”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Costa vai ouvir partidos antes da nomeação do novo governador do Banco de Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião