Já foram concedidos 7.460 selos “Clean&Safe”. A maioria ao alojamento local

No espaço de um mês, o Turismo de Portugal já atribuiu quase 7.500 selos "Clean&Safe", a maioria a estabelecimentos de alojamento local e empreendimentos turísticos.

Já há mais de sete mil empresas na área do turismo — empreendimentos turísticos, alojamento local, agências de viagens e agentes de animação — que estão “carimbadas” com o selo “Clean&Safe“. De acordo com os dados do Turismo de Portugal, a maioria corresponde a unidades de alojamento local, que começaram a poder pedir este carimbo apenas há dez dias.

No espaço de um mês, e até esta tarde, foram concedidos 7.460 “selos de garantia”, mostram os dados disponíveis no Registo Nacional de Turismo. Do número total de selos concedidos, a maioria foram para alojamento local (2.750), empreendimentos turísticos (2.042), agentes de animação turística (1.648) e agências de viagens e turismo (1.020). Isto significa que 6,8% das mais de 100 mil empresas registadas na área do turismo cumprem os requisitos de segurança e higiene definidos pela Direção-Geral de Saúde (DGS) e pela Organização Mundial de Turismo (OMT).

Mas, comparando com há duas semanas, esta percentagem é mais baixa devido ao alojamento local. Isto porque só a partir do dia 14 de maio é que estes proprietários começaram a poder pedir o selo “Clean&Safe”. E bastou este curto espaço de tempo para o número de selos atribuídos ao alojamento local superar os atribuídos às restantes categorias. Em dez dias, 3% dos mais de 93 mil imóveis de alojamento local estão certificados.

Este “carimbo” pode ser pedido por todas as empresas que estão registadas na Autoridade Turística Nacional, será gratuito e terá validade de um ano. Para ser atribuído, as empresas têm de implementar um “protocolo interno que (…) assegura a higienização necessária para evitar riscos de contágio e garante os procedimentos seguros para o funcionamento das atividades turísticas”.

Depois de as empresas submeterem a declaração de compromisso, podem utilizar o selo “Clean & Safe” fisicamente nas instalações e nas plataformas digitais. Contudo, o Turismo de Portugal vai, “em coordenação com as entidades competentes, realizar auditorias aleatórias”. Esta sexta-feira, o Turismo de Portugal arrancou com um calendário de formações e esclarecimentos online sobre a atribuição deste selo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Já foram concedidos 7.460 selos “Clean&Safe”. A maioria ao alojamento local

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião