Em 369 empresas inspecionadas, ACT encontrou nove irregularidades no lay-off

  • ECO
  • 2 Junho 2020

Em dois meses, a ACT encontrou nove irregularidades no lay-off simplificado aplicado por 369 empresas. Dois terços das inspeções resultaram de denúncias.

No espaço de dois meses, a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) realizou inspeções relacionadas com o lay-off em 369 empresas, mas só foram detetadas nove irregularidades, avança o Jornal de Negócios (acesso pago). Dois terços destas inspeções resultaram de denúncias.

Entre 22 de março e 22 de maio, as auditorias realizadas abrangeram empresas com um total de 30.955 trabalhadores, adiantou fonte oficial da ACT ao mesmo jornal, referindo que “foi/está a ser averiguada a matéria do lay-off, bem como outras matérias laborais para além do lay-off”.

Das nove irregularidades detetadas, foram “adotadas cinco advertências e quatro autos de contraordenação laboral especificamente em matéria de lay-off”, continuou a mesma fonte.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Em 369 empresas inspecionadas, ACT encontrou nove irregularidades no lay-off

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião