Apetece-lhe Pastéis de Belém? Já pode pedir na Uber Eats

Para além de anunciar a chegada a novas cidades, a Uber Eats vai passar a entregar Pastéis de Belém. A aplicação de entregas ao domicílio tem mais de quatro mil restaurantes parceiros em todo o país.

A Uber Eats continua a crescer em Portugal e acaba de lançar o serviço em Santa Maria da Feira, Espinho, Ponta Delgada, Caldas da Rainha e Marinha Grande. Com mais esta expansão, a aplicação de entrega de refeições ao domicílio cobre agora mais de metade do território nacional, passando a contar também com os icónicos Pastéis de Belém no catálogo na região de Lisboa, anunciou a empresa em comunicado.

“É com entusiasmo que iniciamos esta parceria com a Uber Eats. Em 2019, foram produzidos e vendidos cerca de nove milhões de Pastéis de Belém, e estaremos a partir de agora mais próximos dos nossos clientes, que poderão assim passar a receber os Pastéis de Belém à sua porta”, explica Miguel Clarinha, responsável pela pastelaria Pastéis de Belém, citado na mesma nota.

Para celebrar a parceria com a conhecida pastelaria, durante esta quarta-feira, 10 de junho, os clientes podem pedir uma caixa de seis pastéis de Belém por apenas dois euros, sem taxa de entrega. “A nossa data de fundação é 1837, sendo que a receita proveniente do Mosteiro dos Jerónimos se mantém inalterada até ao dia de hoje”, acrescenta Miguel Clarinha.

Atualmente, a Uber Eats já está disponível no norte a sul do país em 47 cidades e a oferta já inclui mais de quatro mil restaurantes disponíveis em Portugal.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Apetece-lhe Pastéis de Belém? Já pode pedir na Uber Eats

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião