Planeia uma viagem na UE? Este portal da Comissão Europeia tem toda a informação de que precisa

Nasceu o "Re-open EU", uma plataforma da Comissão Europeia com toda a informação necessária para planear uma viagem intracomunitária. Basta escolher o destino para ficar a par do que é preciso.

Em 1985 foram lançadas as bases para uma União Europeia assente na livre circulação de pessoas. 35 anos depois, um vírus trocou as voltas ao Velho Continente, forçando a implementação de restrições e a instituição de fronteiras. Agora, face à tentativa de reabertura gradual, há regras diferentes em cada país, confundindo e até afastando potenciais visitantes intracomunitários.

A pensar neste problema, a Comissão Europeia lançou uma ferramenta com toda a informação necessária para facilitar a pesquisa a potenciais viajantes do espaço europeu. De acordo com o Politico Europe, a plataforma “Re-open EU” disponibiliza informações úteis tais como o estado das fronteiras, a situação nos transportes públicos, as restrições às deslocações que ainda estejam em vigor, medidas de saúde pública a tomar, que locais públicos estão abertos, entre muitas outras coisas.

Além destas informações, o portal “Re-open EU” tem também informação específica sobre o estado de funcionamento dos cafés, restaurantes, bares e praias durante este verão nos vários países europeus. Algo que será vital para os viajantes europeus que pretendem passar as férias de verão noutro país da União Europeia (UE).

“A UE e todos os seus Estados-membros estão planeando uma reabertura segura e responsável da Europa. Embora a saúde pública continue a ser a nossa prioridade, queremos que todos aproveitem as férias de verão, inclusive para se reunirem com familiares e amigos. Este mapa interativo fornece informações necessárias para planear com confiança as suas férias na Europa, mantendo-se saudável e seguro”, indica uma mensagem apresentada no portal, que salienta que “as informações são atualizadas periodicamente”.

O lançamento do “Re-open EU” dá-se um dia depois do 35.º aniversário do Acordo de Schengen e no exato dia em que a Comissão Europeia recomenda aos Estados-membros a reabertura das fronteiras para viagens intracomunitárias. Ainda assim, mesmo com a recomendação de Bruxelas, os países têm autonomia na gestão das respetivas fronteiras, pelo que vão estar em vigor medidas diferentes. Desde logo, as fronteiras de Espanha reabrem mais tarde, apenas a 21 de junho, e com Portugal só mesmo em julho. Já as da Dinamarca vão estar abertas somente a visitantes oriundos de um conjunto restrito de países.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Planeia uma viagem na UE? Este portal da Comissão Europeia tem toda a informação de que precisa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião