Na antiga fábrica de conservas em Matosinhos vão nascer apartamentos

O antigo edifício das conservas Alva vai ser convertido num empreendimento residencial de 15 apartamentos. Os preços variam entre os 160 mil aos 398 mil euros.

No norte do país, junto à orla marítima de Matosinhos, vai nascer um novo projeto de habitação. O edifício histórico que albergou as Conservas Alva, vai ser reconvertido num imóvel residencial com 15 apartamentos, cujos preços arrancam nos 160 mil euros.

Se outrora foi casa da quase centenária Conservas Alva, em breve vai ser a casa de 15 novas famílias, num completa transformação. Mantendo a fachada emblemática, o edifício de quatro pisos vai receber apartamentos T0 a T3, com áreas entre os 53 e os 142 metros quadrados.

Será um condomínio que vai “aliar o charme histórico ao conforto e valências da vida moderna”, explica Patrícia Barão, head of residencial da JLL, que está a comercializar o imóvel, juntamente com a Presibisa. “É não só uma excelente opção para quem valoriza viver com qualidade e maior tranquilidade a zona do Porto, como para quem olha para este mercado numa perspetiva de investimento”, continua, citada em comunicado.

Por sua vez, Joana Lima, responsável pelo segmento de reabilitação da Predibisa, destaca o facto de ser um imóvel que “traduz o teor histórico e identitário de uma antiga fábrica conserveira e que dará resposta a quem pretende viver ou investir em Matosinhos Sul”, naquela que, diz, é uma “zona cada vez mais cosmopolita”.

E tendo em conta a zona e todas as características do imóvel, os apartamentos T0 a T3 vão custar entre os 160 mil e os 398 mil euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Na antiga fábrica de conservas em Matosinhos vão nascer apartamentos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião