Desconfinar? Metade das empresas está a trabalhar a partir de casa

Teletrabalho deixou de ser obrigatório desde o início do mês. Ainda assim, são muitas as empresas que continuam a ter o seu pessoal a trabalhar a partir de casa.

Apesar do desconfinamento gradual da economia, quase metade das empresas continua a ter os seus empregados em regime de teletrabalho. Sendo que 10% tinham mais de três quartos do seu pessoal efetivamente ao serviço a trabalhar nesse regime.

Os dados do Banco de Portugal e INE mostram que muitos trabalhadores continuaram a trabalhar em casa na primeira quinzena de junho, ainda que o Governo tenha deixado cair a obrigatoriedade de teletrabalho logo no início do mês, perante o desagravamento da crise sanitária provocada pela pandemia.

Neste momento, o teletrabalho só é obrigatório para situações muito concretas: para imunodeprimidos e doentes crónicos, pessoas com deficiência e pais com filhos até aos 12 anos. A possibilidade de se trabalhar a partir de casa mantém-se para os outros casos (a maioria deles) mas depende de um acordo entre empresa e trabalhador.

Ainda assim, segundo os resultados do inquérito revelado esta sexta-feira, 47% das empresas responderam que mantinham pessoas em teletrabalho na primeira quinzena de junho. Trata-se, ainda assim, de uma redução de seis pontos percentuais face à segunda metade do mês de maio, períodos entre os quais se deu a transição para a terceira fase de desconfinamento decidida pelo Governo. Neste momento, 95% das empresas já estão de portas abertas, ainda que parcialmente.

São as grandes empresas quem mais tem trabalhadores em atividade de forma remota. O inquérito revela que a proporção de empresas com trabalhadores em casa aumenta com a dimensão da empresa, “sendo apenas 21% nas microempresas e atingindo 87% nas grandes”.

Por setor, a percentagem de empresas que referiram pessoas em teletrabalho foi mais elevada na Informação e comunicação (75%) e mais reduzida no Alojamento e restauração (29%), o que tem a ver com a especificidade das próprias atividades.

No regresso ao local de trabalho, foram muitas empresas que recorreram à presença alternada nas instalações: 44%. Esta tendência cresce com a dimensão da empresa, sendo referido por 26% das micro empresas e por 76% das grandes empresas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Desconfinar? Metade das empresas está a trabalhar a partir de casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião