TAP vai pagar juro mínimo de 3,78% pelo empréstimo do Estado

  • ECO
  • 25 Junho 2020

A TAP pode receber até 1,2 mil milhões de euros de ajudas estatais, sendo que deverá pagar uma a taxa de juro mínima de 3,78% pelo empréstimo do Estado.

A TAP vai ter de pagar uma taxa mínima de 3,78% para aceder à injeção de capital do Estado, que pode chegar até 1,2 mil milhões de euros. A este juro mínimo ainda se podem somar, pelo menos, outros 50 pontos base, elevando a taxa mínima para 4,28%, caso a ajuda seja prorrogada, avança o Jornal de Negócios (acesso pago).

A definição desta taxa de juro tem em conta as dificuldades em que a companhia aérea se encontra, sendo que nas negociações com a Comissão Europeia, o Estado tentou que se considerasse que a TAP não estava em dificuldades no período anterior à pandemia, por forma a ter apoios mais vantajosos, mas Bruxelas não aceitou.

O empréstimo à companhia aérea já teve “luz verde” de Bruxelas, mas falta ainda serem negociadas as condições entre os acionistas privados e o Estado. Este financiamento tem maturidade a seis meses, sendo que tanto o presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, como o presidente do conselho de administração, Miguel Frasquilho já admitiram que não será possível à empresa reembolsar o montante neste prazo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

TAP vai pagar juro mínimo de 3,78% pelo empréstimo do Estado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião