Hoje é Dia da Libertação. Só a partir de agora deixamos de trabalhar para pagar impostos

  • ECO
  • 26 Junho 2020

Segundo os cálculos da Deloitte, esta sexta-feira é Dia da Libertação, isto é, a partir de hoje os contribuintes deixam de trabalhar para pagar os impostos.

Assinala-se esta sexta-feira o Dia da Libertação, isto é, a meta simbólica no calendário a partir da qual os contribuintes deixam de trabalhar para pagar impostos. Isto de acordo com os cálculos da Deloitte, citados pelo Diário de Notícias.

O conceito tem origem nos Estados Unidos, mas tem vindo a ser calculado internacionalmente. Para apurar em que data se assinala este Dia da Libertação, é preciso comparar o volume de impostos e contribuições pagas relativamente ao rendimento nacional líquido. Este rácio é, depois, traduzido para o conjunto de dias do ano.

De acordo com a Deloitte, face aos impostos e contribuições sociais atualmente exigidas aos contribuintes portugueses, em 2020 foram necessários 177 dias para que as famílias e as empresas liquidassem as suas contas com o Fisco e a Segurança Social, mais 11 do que em 2019. Na comparação europeia, Portugal ocupa o 17º lugar, surgindo a meio da tabela.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje é Dia da Libertação. Só a partir de agora deixamos de trabalhar para pagar impostos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião