Vai viajar para a Madeira a partir de Lisboa? Pode fazer teste ao Covid-19 gratuitamente

A partir de hoje os passageiros que viajem para a Madeira a partir de Lisboa vão ter a possibilidade de fazer o teste ao Covid-19 gratuitamente. Colheita tem de ser feita até 72 horas antes do voo.

De forma a atrair visitantes para a ilha da Madeira o governo regional lançou uma iniciativa em parceria com a Universidade Nova de Lisboa, para a realização de testes de despistagem ao Covid-19. Quem viajar para a ilha da Madeira a partir da capital vai ter a possibilidade de fazer o teste gratuitamente a partir desta quarta-feira, dia 1 de julho.

Os testes de diagnóstico são realizados de segunda a sexta-feira entre as 8h00 e as 10h00 pelo Centro de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC). O agendamento do teste é obrigatório e a colheita tem de ser feita até 72 horas antes do voo. Os interessados podem preencher uma inscrição online, enviar um email para diagnostico.covid@nms.unl.pt ou telefonar para o número 910 459 769.

Os testes ao Covid-19 passaram a ser obrigatórios para quem desembarcar na ilha da Madeira, uma vez que foi prolongado o estado de calamidade até ao dia 31 de julho.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Vai viajar para a Madeira a partir de Lisboa? Pode fazer teste ao Covid-19 gratuitamente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião