Ikea devolve a Portugal meio milhão de euros em apoios do lay-off

  • ECO
  • 6 Julho 2020

A cadeia de retalho já reuniu com o Governo e diz estar a estudar a melhor forma de proceder à devolução do montante recebido pelo Estado.

O prometido é devido. Depois de ter anunciado a intenção de devolver os apoios estatais na sequência da pandemia, o Ikea deverá reembolsar o Estado português em 500 mil euros, só no que respeita aos salários dos colaboradores durante o período em que estiveram abrangidos pelo lay-off. O valor foi avançado pelo Dinheiro Vivo.

A cadeia de retalho já reuniu com o Governo e garante estar a estudar a melhor forma de proceder à devolução do montante recebido pelo Estado. “Neste momento, as equipas técnicas estão a trabalhar na melhor forma de processar a devolução”, adianta fonte oficial da cadeia sueca àquela publicação.

Em Portugal, o Ikea conta com cinco lojas, nomeadamente em Alfragide, Loures, Loulé, Matosinhos e Braga. 65% dos seus trabalhadores estiveram em regime de lay-off entre 13 de abril e 12 de maio, mas a cadeia sueca garantiu a totalidade das remunerações base dos colaboradores.

Como noticiou o ECO no mês passado, a empresa negociou a devolução dos apoios com os Governos de nove países, Portugal incluído. Os restantes são Bélgica, Croácia, República Checa, Irlanda, Roménia, Sérvia, Espanha e EUA.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ikea devolve a Portugal meio milhão de euros em apoios do lay-off

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião