“É preciso vencer o vírus da inação estrutural”, diz Eduardo Catroga

  • Lusa
  • 7 Julho 2020

O economista Eduardo Catroga defendeu que “é preciso vencer o vírus da inação estrutural” para avançar com o desenvolvimento da economia depois da pandemia.

O economista Eduardo Catroga defendeu esta terça-feira que “é preciso vencer o vírus da inação estrutural” para avançar com o desenvolvimento da economia depois da pandemia de coronavírus.

Num webinar no âmbito das “Flash Talks” do ISCTE, o atual membro do Conselho Geral e de Supervisão da EDP referiu que é preciso “atuar em termos estruturais nas instituições e política”, bem como na “criação de riqueza das empresas”, sem esquecer o “pilar social”. O economista alertou que não é possível tratar de um pilar “esquecendo os outros”. “Se um fica para trás a dada altura a casa cai”, salientou.

“Na situação atual temos um problema que as pessoas ainda não interiorizaram”, assegurou Catroga, citando estudos que mostram que a produtividade por dia em Portugal até está acima na União Europeia, mas isso não se traduz num aumento do poder de compra. “Esse desafio exige o tal mix de políticas macroeconómicas, sociais e empresarias”, garantiu Eduardo Catroga.

Para Eduardo Catroga, “as crises normalmente geram oportunidades” e pediu que se desbloqueiem “gargalos” que criam obstáculos ao crescimento. “Falta ainda o ajustamento estrutural, tem a ver com reformas na qualidade da despesa pública, justiça, sistema fiscal, modernização estrutural”, referiu Catroga.

Questionado sobre a tendência para a relocalização regional de certas indústrias, o economista declarou que “esta pandemia veio evidenciar uma dependência estratégica em certas produções, nomeadamente em equipamento médico”, admitindo que esta tendência “vai existir, mas não vai ter a dimensão que muita gente imagina”.

“Vai existir capacidade para atrair algumas indústrias, mas esse tipo de indústrias exige escala, vai haver uma concorrência para atrair segmentos de indústria farmacêutica, química, bens de equipamento”, adiantou. “Podemos criar condições para atrair esses produtos e compete-nos, aproveitando os apoios comunitários, ter ofertas para localizar no nosso território mais tecido produtivo”, defendeu.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“É preciso vencer o vírus da inação estrutural”, diz Eduardo Catroga

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião