Governo anuncia nova linha de crédito de mil milhões para micro e pequenas empresas

  • Lusa e ECO
  • 7 Julho 2020

Vai ser alargada a linha de micro crédito de 60 para 100 milhões de euros para empresas de turismo. Com manutenção de postos de trabalho, 20% do crédito pode ser convertido em apoio a fundo perdido.

O ministro da Economia anunciou esta terça-feira a abertura, dentro de duas semanas, de uma nova linha de crédito de, “pelo menos, mil milhões de euros” dirigida a micro e pequenas empresas. “Já na semana de dia 20 vamos abrir uma nova linha de crédito dirigida a um conjunto de atividades económicas, mas incidindo exclusivamente nas micro e pequenas empresas”, anunciou o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, numa audição regimental da Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, na Assembleia da República.

O governante esclareceu que a linha de crédito terá uma dotação de, pelo menos, mil milhões de euros, operacionalizada pelos bancos e distribuída segundo uma chave já em curso de acordo com o setor bancário, aprendendo “com as últimas experiências” e de forma a que os apoios cheguem “ao maior número de empresas de forma mais célere possível”.

Já para o setor do turismo, será alargada a linha de micro crédito de 60 para 100 milhões de euros, com uma componente de 20% que pode ser convertido em fundo perdido, se forem atingidos critérios em termos de manutenção do emprego, acrescentou o ministro.

“É necessário dirigir uma atenção muito especial à região do Algarve, que é extremamente dependente da atividade turística”, referiu Pedro Siza Vieira, acrescentando que o Governo está a preparar um programa específico de apoio à região.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo anuncia nova linha de crédito de mil milhões para micro e pequenas empresas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião