EDP instala 50 pontos de carregamento elétrico nos parques de estacionamento da Saba

Os primeiros pontos de carregamento vão ser instalados partir de agosto em 14 parques de norte a sul, incluindo na Madeira. Com este acordo, a EDP aumenta para mais de 250 o número de pontos.

A EDP Comercial e a Saba acabam de fechar um acordo para a instalação de 50 pontos de carregamento elétrico em 14 parques de estacionamento geridos pela Saba, distribuídos por dez cidades de norte a sul do país. Estes postos serão ligados à rede pública MOBI.E e poderão ser utilizados por qualquer condutor de veículos elétricos.

“A mobilidade elétrica é um passo fundamental para a descarbonização e criação de um mundo mais sustentável. A EDP tem feito um investimento significativo nesta área, de forma a assegurar uma forte resposta às necessidades de carregamento dos portugueses, dentro e fora de casa. Esta parceria está alinhada com a nossa estratégia de associação a parceiros de referência de vários setores da nossa economia e vai reforçar a relevância e abrangência da rede de carregamento fora de casa”, refere Vera Pinto Pereira, presidente da EDP Comercial, citada em comunicado.

De acordo com a EDP, os primeiros equipamentos vão começar a ser instalados a partir de agosto e mais de metade das instalações deverão estar concluídas até ao final deste ano. Cada parque terá, pelo menos, dois pontos de carregamento, à exceção do estacionamento da Nova SBE, em Carcavelos, que terá dez pontos de carregamento disponíveis. Os restantes parques situam-se nos municípios de Lisboa, Porto, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Aveiro, Cascais, Leiria, Faro e Funchal.

Este acordo permite à EDP Comercial aumentar para mais de 250 o número de pontos de carregamento contratados e que serão ligados à rede pública.

“A parceria com a EDP, com a instalação de 50 pontos de carregamento em 14 dos nossos parques, permite reafirmar o nosso empenho num modelo de mobilidade sustentável, apoiando as iniciativas de responsabilidade social que se estão a desenvolver globalmente, e numa preocupação constante em oferecer aos nossos clientes novos e inovadores serviços de máxima qualidade”, assegura Marco Martins, diretor geral da Saba Portugal.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

EDP instala 50 pontos de carregamento elétrico nos parques de estacionamento da Saba

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião