SIC lamenta a “decisão abrupta e surpreendente” de Cristina Ferreira

A SIC lamenta a decisão abrupta e surpreendente de Cristina Ferreira em abandonar o canal e tornar-se acionista da TVI. O contrato de Cristina com a SIC era válido até 30 de novembro de 2022.

Cristina Ferreira decidiu cessar unilateralmente a sua ligação à SIC e colocou termo ao contrato que a vinculava até 30 de novembro de 2022, avança a SIC em comunicado. A apresentadora vai regressar à TVI, de onde saiu há cerca de dois anos.

“A SIC lamenta a decisão abrupta e surpreendente, mas apesar da desilusão, quer agradecer o trabalho de Cristina Ferreira desenvolvido ao longo deste curto mas intenso período, no seio de uma equipa vencedora, que continuará a empenhar o seu talento e profissionalismo para merecer a confiança do público”, escreve o canal de televisão, em comunicado.

A SIC informa ainda que “reserva todos os seus direitos em face desta situação”. Esta situação poderá abrir a porta a indemnizações avultadas tendo em conta que Cristina Ferreira foi para a SIC ganhar 80 mil euros por mês, ou seja, mais do que a soma dos salários dos administradores do grupo Impresa, que foi de 756 mil euros em 2017. De acordo com o Jornal Observador, a SIC prepara-se para interpor uma ação judicial contra Cristina Ferreira a exigir o pagamento de uma indemnização de cerca de dois milhões de euros tendo em conta esta quebra contratual.

O diretor-geral do entretenimento do grupo, Daniel Oliveira, ainda não se pronunciou em relação à saída da “senhora da televisão”, uma das suas grandes apostas em agosto de 2018. Com esta aquisição, o grupo de Balsemão conseguiu ser líder das audiências televisivas em Portugal, conquistando a preferência dos telespetadores. A SIC fechou o ano de 2019 com um share médio de 19,2%, sagrando-se líder das audiências televisivas em Portugal, seguindo-se da TVI (15,6%) e da RTP1 (12,5%).

Cristina Ferreira estará de regresso à casa que a viu crescer a 1 de setembro deste ano. “Trata-se de um regresso à casa mãe, com funções distintas e um projeto ambicioso ao qual era impossível dizer que não. É uma escolha conduzida pelo afeto com a firme vontade de contribuir para recolocar a TVI no coração de todos os portugueses”, refere Cristina Ferreira em comunicado.

(Notícia atualizada às 20h43 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

SIC lamenta a “decisão abrupta e surpreendente” de Cristina Ferreira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião