Galp Energia passa de lucros a prejuízos de 22 milhões

Petrolífera registou perdas de 52 milhões de euros no segundo trimestre, passando para prejuízos no acumulado dos primeiros seis meses.

A Galp Energia passou de lucros a prejuízos. Depois de ter ganho 29 milhões nos primeiros três meses do ano, perdeu 52 milhões no segundo, apresentando um resultado negativo no primeiro semestre em resultado das “fracas condições de mercado”.

“O resultado líquido RCA foi negativo em 22 milhões de euros [no primeiro semestre], enquanto o resultado líquido IFRS foi negativo em 410 milhões com eventos não recorrentes de 26 milhões, e efeito stock material de 362 milhões de euros”, refere a empresa liderada por Carlos Gomes da Silva em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O EBITDA RCA diminuiu 31% em termos homólogos para 760 milhões, impactado pelas fracas condições de mercado no período”, nota a empresa, acrescentando que o EBIT RCA diminuiu 76% para 161 milhões, refletindo um desempenho operacional mais fraco e incluindo as imparidades registadas no segundo trimestre”. As receitas da Galp Energia deram um trambolhão de 31% no primeiro semestre, passando para 5,6 mil milhões de euros.

“As vendas de produtos petrolíferos a clientes diretos diminuíram 28% em relação ao primeiro semestre de 2019, para 2,9 milhões de toneladas, refletindo a quebra na procura provocada pelas restrições destinadas a combater o surto de Covid-19. E “os volumes de gás natural vendidos a clientes diretos diminuíram 31%, impactados pelo decréscimo no segmento empresarial”.

O negócio da exploração e produção de petróleo tem um grande peso nas contas da empresa. A produção durante o primeiro semestre de 2020 foi de 131,8 mil barris por dia, um aumento de 17%, “suportado sobretudo pelo desenvolvimento dos projetos Lula, Iracema e Berbigão/Sururu, assim como pela maior contribuição do projeto Kaombo, em Angola”, diz a Galp Energia. Contudo, com o petróleo em forte queda nos mercados, o valor do stock afundou. E as margens de refinação caíram.

A pesar nas contas esteve também o mercado cambial. Diz a Galp Energia que “os resultados financeiros foram negativos em 70 milhões, refletindo diferenças cambiais de -88 milhões resultantes da depreciação do Real Brasileiro face ao Dólar dos EUA na Petrogal Brasil”.

Além disso, a empresa nota que a pesar nas contas esteve também a “variação negativa no market-to-market de -78 milhões” que está “sobretudo relacionada com derivados de cobertura de riscos no
preço de gás natural e inclui a perda registada no segundo trimestre relacionada com derivados de licenças de CO2”. Recorde-se que a empresa tinha já alertado que havia identificado transações, não autorizadas pela empresa, de derivados sobre licenças de emissão de CO2 que resultaram numa perda de cerca de 60 milhões de euros.

(Notícia atualizada às 7h32 com mais informação)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Galp Energia passa de lucros a prejuízos de 22 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião