Wall Street em alta à espera de Powell

Os investidores aguardam com expectativa a conferência de imprensa de Jerome Powell, presidente da Fed, depois de uma reunião de dois dias. Entre as cotadas, o destaque vai para o setor tecnológico.

Wall Street abriu em alta com os investidores esperançosos quanto às mensagens e sinais que a Reserva Federal norte-americana (Fed) pode vir a dar no comunicado e na conferência de imprensa prevista para esta quarta-feira.

O Dow Jones está a subir 0,08% para os 26.399,68 pontos e o S&P 500 avança 0,4% para os 3.229,86 pontos. Já o Nasdaq, que ontem protagonizou as maiores quedas, está a valorizar 0,7% para os 10.470,57 pontos.

Apesar de não ser expectável que haja decisões concretas por parte da Fed, é com expectativa que os investidores aguardam a conferência de imprensa com Jerome Powell, o presidente da instituição, na medida em que poderá dar sinais para o que fará na última parte do ano. Até ao momento, os estímulos monetários injetados pela Fed têm sido cruciais para a recuperação dos índices norte-americanos desde março.

Os mercados aguardam também mais informação económica numa altura em que se vê sinais de aumento de casos nos EUA e de uma nova desaceleração da atividade económica. Esta quinta-feira será revelada a primeira estimativa da contração do PIB no segundo trimestre.

A condicionar a negociação está também o novo pacote de estímulos no valor de um bilião de dólares, que foi coordenado entre a Casa Branca e os senadores republicanos, a poucos dias de milhões de norte-americanos começarem a perder os subsídios de desemprego. Logo na segunda-feira, quando foi apresentada, a proposta encontrou imediata oposição por parte dos democratas e de alguns republicanos, segundo a Reuters.

Em termos de cotadas, a sessão estará focada no Boeing, que divulgou os resultados trimestrais, e também nas cotadas tecnológicas Apple, Facebook, Alphabet (Google) e Amazon, cujos líderes vão ser ouvidos no congresso norte-americano sobre política de concorrência. Estas quatro empresas vão divulgar os resultados trimestrais na quinta-feira.

Para já, destaque para a subida superior a 5% das ações da Starbucks após a cadeia de cafés ter anunciado que a atividade das lojas está a recuperar e que espera voltar a ter lucros já no terceiro trimestre devido à melhoria das vendas e das margens de lucro.

No caso da Boeing, as ações até sobem ligeiramente, cerca de 1%, apesar de os prejuízos trimestrais terem ficado bem acima do antecipado pelos analistas, de acordo com a CNBC. A receita também fiquei abaixo do previsto. Nota ainda para a queda das ações do Spotify de quase 5%, após a empresa sueca ter anunciado um prejuízo superior ao esperado e menos receita, apesar de ter conseguido aumentar os subscritores do seu serviço premium.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street em alta à espera de Powell

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião