Regresso às aulas: Até onde vão os descontos nos livros escolares?

Com livros gratuitos no ensino público, os descontos ficaram ainda mais "magros" no regresso à escola dos mais jovens. Grande maioria dos descontos vai até 5% nos livros.

Após um ano escolar atípico em que os alunos estiveram quase metade do período letivo em casa devido à pandemia, setembro marca o regresso às salas de aula e ao ensino presencial. Enquanto isso, as listas com os livros e o material escolar necessários para o arranque das aulas já começaram a chegar a muitas famílias. Face à pesada fatura que a aquisição destes materiais podem representar no orçamento das famílias, torna-se importante procurar os preços mais em conta.

Apesar de continuarem a existir descontos, nos últimos anos estes estão a ficar cada vez mais “magros” face ao que acontecia antes. Tal foi percetível numa ronda pelos sites das livrarias e grandes superfícies comerciais que habitualmente por esta altura do ano realizam campanhas promocionais de livros e material escolar. Designadamente nas livrarias Wook, Bertrand e Leya, mas também na Staples, nas cadeias comerciais Continente, El Corte Inglés e Fnac.

Se em anos anteriores era quase norma encontrar descontos na aquisição de livros na ordem dos 10%, os valores atuais apontam para descontos que em quase todos vão até ao limite de 5%, este ano. E muitas vezes esse desconto é apenas acumulado em cartão para ser usado numa compra posterior.

Tal acontece numa altura em que o Estado disponibiliza de forma gratuita os livros escolares aos alunos do ensino público obrigatório: do 1º ano ao 12º ano. Ou seja, esse tipo de campanhas parecem ter deixado de ser uma prioridade para as livrarias e cadeias comerciais que aceitam encomendas.

O objetivo do Governo é promover a reutilização dos livros com essa estratégia, sendo que o próximo ano letivo será uma exceção, já que todos os alunos do ensino público terão direito a receber livros novos.

Isto porque na votação do Orçamento Suplementar, o Parlamento decidiu suspender a obrigatoriedade de devolução às escolas dos manuais escolares gratuitos entregues no último ano letivo. O objetivo foi garantir condições para a recuperação das aprendizagens dos alunos no arranque do próximo ano escolar após a ausência física das salas de aula durante todo o terceiro período devido à pandemia de Covid-19.

Já foi anunciado que o pedido de acesso aos manuais escolares gratuitos pode ser feito através da plataforma Mega a partir de 3 de agosto. Essa data é válida, contudo, apenas para os alunos dos anos de escolaridade de continuidade: 1º Ciclo: 2º, 3º e 4º anos;​ 2º Ciclo: 6º ano; 3º Ciclo: 8º e 9º anos; Secundário: 11º e 12º anos. A partir do dia 13 de agosto, chega a vez dos alunos dos anos de escolaridade de início de ciclo: 1º ano, 5º ano, 7º ano e 10º ano.Pixabay

Nas lojas visitadas pelo ECO, todas elas aderiram ao programa dos vouchers Mega do Governo. Ou seja, quem pretender recorrer ao programa de livros gratuitos apenas tem de converter esses vouchers em manuais escolares nas lojas em causa.

À parte dos livros escolares, continuam a existir campanhas de descontos para cadernos de atividades (não incluído nos vouchers Mega), material escolar e livros do Plano Nacional de Leitura (PNL). Abaixo fique a conhecer com mais detalhe os descontos que pode alcançar neste regresso à escola dos mais jovens.

Até onde vão os descontos?

Bertrand: 5% nos livros, 20% no apoio escolar

As encomendas de livros escolares efetuadas na Bertrand até 31 de agosto contam com um desconto imediato de 5%. Este desconto abrange manuais e cadernos de atividades. É dado ainda um desconto também imediato de 20% na compra de livros de apoio escolar (dicionários, gramáticas, fichas de trabalho, livros de preparação para os testes e exames) e nos livros PNL. Tratando-se de novidades, o desconto desce para 10%. Nas encomendas online, os portes são gratuitos para um número mínimo de livros adquiridos.

Continente: 5% vão para o cartão na compra dos manuais

A campanha do Continente é válida até ao dia 31 de agosto. Nas reservas de cadernos de atividade e de livros escolares (sem voucher) efetuadas até aquela data é aplicado um desconto de 5% a acumular em cartão Continente.

No material de apoio escolar (gramáticas, dicionários e livros de preparação para exame) e de livros do PNL também há direito a descontos. Estes são de 20% a acumular também em cartão Continente, aplicando-se em aquisições feitas ao longo de todo o ano letivo. As entregas dos materiais são gratuitas. O mesmo desconto aplica-se no encapamento de manuais e cadernos escolares.

El Corte Inglés: Dá 10% nos livros, mas em cartão

Nas reservas feitas até 15 de agosto, é oferecido um desconto de 10% sobre o valor dos livros adquiridos que são carregados no saldo de um cartão que pode ser usado para comprar material escolar. Este saldo pode ser utilizado até 7 de outubro.

Fnac: 5% nos manuais, até 20% em vales no apoio escolar

Nas encomendas realizadas até 21 de agosto, a loja aplica um desconto de 5% em manuais escolares e cadernos de atividades. Nas compras de livros escolares superiores a 35 euros, há ainda a oferta de vales que podem ser utilizados até 31 de outubro.

Esses vales dão direito a 20% de desconto para Aderentes (10% para não Aderentes) em livros de apoio escolar (não aplicável a gramáticas, dicionários, métodos de línguas e conversação). A mesma tipologia de descontos (20% para aderentes e 10% para não aderentes) aplica-se em livros recomendados pelo PNL para títulos publicados há mais de 18 meses (-10% nos títulos publicados há menos de 18 meses). Nos artigos de papelaria aplicam-se as mesmas percentagens de desconto.

Os portes são grátis para encomendas de livros escolares de valor igual ou superior a 15 euros.

Leya: Desconta 5% no preço dos livros, 20% no apoio escolar

Nas encomendas feitas através da Leya online é aplicado um desconto de 5% nos manuais escolares e nos cadernos de atividades. Já no caso do apoio escolar, dicionários e livros do PNL o desconto sobe para 20%. Os portes de envio são grátis para encomendas acima dos 60 euros. As condições desta campanha são válidas em reservas efetuadas até 31 de agosto.

Staples: dá 5% de desconto imediato nos livros

Até ao dia 28 de agosto pode contar com descontos nas reservas feitas na Staples. Na aquisição de manuais escolares é aplicado um desconto direto de 5%, sendo ainda gratuitos os portes para todas as encomendas. A campanha é válida apenas em Portugal Continental.

Wook: De 5% nos manuais a 20% nos livros de apoio

A Wook dá um desconto imediato de 5% de desconto na aquisição dos manuais escolares adquiridos até 31 de agosto. Imediato também é o desconto de 20% atribuído nos livros de apoio escolar e do PNL, mas no caso das novidades, o desconto máximo aplicável já é de apenas 10%.

Os portes são grátis para encomendas que contenham um voucher mega ou para encomendas escolares “completas”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Regresso às aulas: Até onde vão os descontos nos livros escolares?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião