Fed alerta para “forte peso” do vírus na economia dos EUA e atira Wall Street ao tapete

Minutas da última reunião da Reserva Federal norte-americana indicam que os decisores de política monetária quiseram manter as taxas de juro próximas de zero devido ao impacto da pandemia.

A Reserva Federal norte-americana (Fed) espera um forte impacto da pandemia na economia dos EUA. O alerta, que é agora conhecido com a divulgação das minutas da última reunião de política monetária, foi feito na mesma altura em que foi conhecido que o PIB do país contraiu 32,9% em termos homólogos no segundo trimestre.

A queda histórica no PIB dos EUA — a mais elevada desde o início da série em 1947 — revelou o primeiro impacto do coronavírus, que os membros do comité de política monetária da Fed consideram ser razão para manter os baixos níveis das taxas de juro.

Os decisores políticos “concordaram que a atual crise de saúde pública vai ter um forte peso na atividade económica, emprego e inflação de curto prazo e representa um risco considerável para o outlook económico de médio prazo“, revelam as minutas divulgadas esta quarta-feira.

Os relatos dizem respeito à reunião de 28 e 29 de julho, em que decidiram manter os juros no intervalo entre 0% e 0,25%, no nível mais baixo desde a anterior crise financeira.

A decisão de manter a taxa próxima de zero foi unânime, com os membros do comité a garantir que assim vão ficar até estarem “confiantes que a economia ultrapassou os recentes eventos e que está no caminho de atingir os objetivos do comité de pleno emprego e estabilidade dos preços”, diz.

A par das preocupações com o crescimento, os membros do comité também alertaram para o impacto da pandemia na estabilidade do sistema financeiro. O presidente da Fed, Jerome Powell, tem defendido que os bancos estão em boa forte para resistir à crise, mas os participantes da reunião temem que a persistência do vírus possa causar cenários “mais adversos”.

Após a divulgação das minutas, Wall Street inverteu a tendência que vivia há várias sessões e começou a negociar em terreno negativo. O Nasdaq e o S&P 500, índices que renovaram recentemente máximos históricos, cedem cerca 0,10%, enquanto o industrial Dow Jones mantém-se na linha de água, apesar de desacelerar os ganhos.

(Notícia atualizada às 19h50)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fed alerta para “forte peso” do vírus na economia dos EUA e atira Wall Street ao tapete

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião