Stayaway Covid chega aos iPhones. Já lidera downloads

Depois de ficar disponível para Android no final da semana, a app que vai ajudar a rastrear eventuais contactos com pessoas infetadas pelo novo coronavírus já está disponível para iOS.

Tem iPhone? Já pode descarregar a aplicação que vai ajudar a rastrear eventuais contactos com pessoas infetadas pelo novo coronavírus. Ficou disponível para iOS no final do dia de sábado, 29 de agosto, saltando imediatamente para o topo da lista das apps mais descarregadas da marca da maça.

Pouco mais de 24 horas depois de chegar à Google Play Store, tornando possível o download para os utilizadores de smartphones descarregarem a aplicação desenvolvida pelo INESC TEC, ISPUP, Keyruptive e Ubirider, ficou disponível para todos os utilizadores de equipamentos da Apple. O lançamento oficial da app só acontecerá, contudo, no arranque da semana.

Para a encontrar na loja da Apple basta pesquisar “Stayaway Covid”, mas pode também fazer o download através deste link (abre novo separador), algo que muitos portugueses já fizeram. Assim que ficou disponível, a app galgou posições no ranking das apps grátis na Apple Store, chegando rapidamente a numero 1. Tem mais descargas que o WhatsApp, InstragramYoutube ou TikTok na loja portuguesa.

Depois da instalação, que no caso da Apple exige 34,7 MB de espaço disponível no smartphone, a app irá pedir-lhe permissão para utilizar o seu Bluetooth, a tecnologia usada no rastreio dos contactos, e para correr em segundo plano de forma a avisar com uma notificação caso tenha estado perto de uma pessoa que informou a aplicação de que está infetada.

Além disso, para começar a “usar” a app terá de dar consentimento aos termos de utilização e à política de privacidade, com a nota de que será a Direção-Geral de Saúde (DGS) a garantir a gestão e tratamento dos dados. Não é exigida (nem permitida) a criação de conta, nem que faculte qualquer tipo de dados pessoais para ter acesso ao interface.

Como é que funciona?

“Uma vez instalada a aplicação, o telemóvel anuncia a sua presença a todos os dispositivos próximos usando identificadores aleatórios que não revelam identidades pessoais”, explica a app. “A informação partilhada entre dispositivos permite à Stayaway Covid saber de que telemóveis esteve perto, quão perto e por quanto tempo”, acrescenta. “A OMS sugere que, contactos a menos de 2 metros e por mais de 15 minutos com alguém portador de Covid-19 sejam considerados com elevado risco de contágio” acrescenta.

Ao entrar na aplicação, o ecrã principal mostra se registou, no seu caso, contactos de elevado risco, numa monitorização que é feita de forma constante (é referida a data da última atualização). Não havendo contactos, o ecrã permanecerá com uma cor verde, mudando para outras (tipo semáforo) caso a situação se altere. Caso alguma pessoa com quem teve contacto tenha sinalizado que está infetada, irá receber um alerta.

No separador à direita há recomendações para evitar a propagação do vírus, em linha com o que diz a DGS, e no separador à esquerda é onde poderá inserir o código dado por um profissional de saúde para informar o sistema de que foi é um caso positivo, lançando alertas para as pessoas com quem esteve próximo nos últimos 14 dias e sugerindo que estas entrem em isolamento e contactem a Linha SNS24.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Stayaway Covid chega aos iPhones. Já lidera downloads

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião