TAP dispensa mais 300 trabalhadores com contratos a prazo

  • ECO
  • 11 Setembro 2020

Depois de não ter renovado com mais de 600 trabalhadores com contratos a termo desde o início da pandemia, a TAP prepara a dispensa de mais 300 funcionários com vínculos a prazo.

A TAP não vai renovar mais de 300 contratos a prazo nos próximos meses, já depois de a companhia aérea ter dispensado de cerca de 600 trabalhadores com vínculos com termo certo desde o início da pandemia, avança o Jornal Económico (acesso pago).

A redução dos postos de trabalho poderá, ainda assim, abranger mais do que os 900 trabalhadores, tendo em conta o plano de reestruturação que terá de ser apresentado a Bruxelas devido à ajuda pública que recebeu e que poderá determinar a redução de rotas e aviões.

No início de julho, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, já tinha adiantado em entrevista à RTP que a TAP não iria proceder a renovações dos contratos a termo, e que não era possível assegurar todos os postos de trabalho. A empresa contava com 10.600 trabalhadores no final do ano passado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

TAP dispensa mais 300 trabalhadores com contratos a prazo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião