Grupo IBG fica com quase 12% da Media Capital

A Media Capital revelou a identidade de mais dois futuros acionistas qualificados da empresa. O grupo IBG vai comprar quase 12% da empresa à Prisa.

O grupo IBG assinou um contrato de compra e venda com a Prisa para ficar com pouco mais de 11,97% das ações da Media Capital que são detidas pela sociedade Vertix. A informação foi comunicada à CMVM.

Pouco a pouco vão sendo conhecidos alguns dos nomes de novos acionistas da Media Capital, à medida que a Prisa vai assinando contratos de promessa de compra e venda de ações para a alienação da participação no grupo que controla a TVI.

Também esta terça-feira, a Media Capital revelou que o advogado Pedro Mendes Ferreira assinou igualmente um acordo com a Prisa para ficar com 5% da Media Capital. Neste caso, “a aquisição das participações será subscrita por uma sociedade comercial que se encontra em processo de constituição”.

Esta informação complementa a divulgada a 10 e a 11 de setembro pela dona da TVI numa série de comunicados autónomos. Também os grupos Triun SGPS, Zenithodyssey Lda, Fitas e Essências Lda, DoCasal Investimentos e ainda um investidor individual anunciaram acordos independentes para adquirirem 43,5% do capital da dona da TVI, além de outros nomes, como o da apresentadora Cristina Ferreira, que também vai entrar na estrutura acionista do grupo de media português.

(Notícia atualizada pela última vez às 18h32)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Grupo IBG fica com quase 12% da Media Capital

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião