Messi junta-se a Ronaldo no grupo dos multimilionários da Forbes

  • Lusa
  • 15 Setembro 2020

O argentino juntou-se ao português Cristiano Ronaldo e torna-se o segundo futebolista da história a ultrapassar a marca do mil milhões de dólares em receitas durante toda a carreira, refere a Forbes.

O argentino Lionel Messi juntou-se ao português Cristiano Ronaldo e tornou-se o segundo futebolista da história a ultrapassar a marca do mil milhões de dólares em receitas durante toda a carreira, de acordo com a revista Forbes.

Segundo a publicação norte-americana, especializada em negócios e finanças, Messi será o jogador de futebol mais bem pago do mundo em 2020, com 126 milhões de dólares (107 milhões de euros), incluindo 92 milhões (77 milhões de euros) em salários pagos pelo FC Barcelona e 34 milhões (28,5 milhões de euros) em parcerias e acordos de patrocínios.

Com estes números, o avançado argentino, que esteve perto de abandonar o FC Barcelona nas últimas semanas, junta-se ao restrito grupo dos “bilionários” do mundo do desporto, em que já estava Ronaldo, assim como o golfista Tiger Woods, o ex-pugilista Floyd Mayweather e o ex-basquetebolista Michael Jordan.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/bilionarios-no-mundo/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”158″ slug=”bilionarios-no-mundo” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/bilionarios-no-mundo/thumbnail?version=1584635705552&locale=pt-PT&publisher=eco.pt” mce-placeholder=”1″]

Na lista dos mais bem pagos em 2020, Ronaldo aparece atrás de Messi, no segundo lugar, com 117 milhões de dólares (98,3 milhões de euros), e do brasileiro Neymar, com 96 milhões (80 milhões de euros).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Messi junta-se a Ronaldo no grupo dos multimilionários da Forbes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião