DGS admite encurtar quarentena para 10 dias

Encurtar a quarentena é uma decisão "complexa" que está a ser estudada pelas autoridades de saúde portuguesas, diz Graça Freitas.

A Direção-Geral da Saúde admitiu esta quarta-feira encurtar o período de isolamento profilático de 14 para 10 dias. “Parece haver consenso à volta do 10º dia, sobretudo para os doentes, o que seria uma ótima notícia”, disse Graça Freitas.

Graça Freitas adiantou que está é uma decisão “complexa” que está a ser estudada pelas autoridades de saúde portuguesas em conjunto com os epidemiologistas. “Veremos a melhor evidência, mas era uma boa notícia”, disse na conferência de imprensa da DGS transmitida pelas televisões.

“Se conseguimos encurtar o período de isolamento, as pessoas retomariam a sua vida mais cedo”, concluiu a responsável.

Recorde-se que no final da semana passada, França decidiu reduzir o tempo de isolamento para os “casos contacto” da Covid-19 para sete dias e há já vários países a estudar esta hipótese.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

DGS admite encurtar quarentena para 10 dias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião