De Manuel Heitor a Trump, as personalidades da esfera política que já foram infetadas com a Covid-19

Numa altura em que uma das principais tarefas dos governantes é impedir o avanço do novo coronavírus, ministros, secretários de Estado, autarcas e até Presidentes não escapam à Covid-19,

A pandemia de Covi-19 já fez de mais 37 milhões de infetados, um pouco por todo o mundo. A lista de personalidades ligadas à esfera política que contraíram a doença já é longa, sendo que o mais recente caso conhecido é o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. De Manuel Heitor ao Trump, o ECO reuniu alguns dos nomes confirmados até ao momento.

Este domingo ao final da noite foi confirmado que o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, está infetado com o novo coronavírus. Mais de sete meses depois de a pandemia chegar a Portugal, este é o primeiro caso detetado no Governo. O primeiro-ministro, António Costa, e todos os membros do Executivo que foram testados no domingo tiveram resultados negativos à Covid-19.

Ainda assim, por precaução, a ministra do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, e o ministro do Planeamento, Nelson de Souza, ficarão em confinamento domiciliário por se terem sentado ao lado de Manuel Heitor na última reunião de Conselho de Ministros da passada quinta-feira.

Mas estes não são casos únicos de personalidades ligadas à esfera política infetadas com a Covid-19 em Portugal. Na semana passada, António Lobo Xavier, advogado e conselheiro de Estado, foi diagnosticado com o vírus Sars-CoV-2. A notícia foi conhecida cinco dias depois de o comentador político ter participado na reunião do Conselho de Estado, que contou com a presença da presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen.

No país vizinho, em Espanha, houve também, pelo menos, três casos confirmados de Covid-19 no Executivo espanhol. No início de março, Irene Montero, ministra da Igualdade, e Carolina Darias, ministra da Política Territorial e Função Pública, foram diagnosticadas com a doença. Na altura, o chefe de partido Podemos e vice-presidente do Governo, Pablo Iglesias, também ficou em quarentena, por ser cônjuge de Irene Monteiro. Pouco depois, também foi anunciado que o líder do partido de extrema-direita Vox estava infetado. Ao passo que no final de março, a número dois do governo espanhol Carmen Calvo também testou positivo para a Covid-19, sendo que a vice-presidente já tinha dado entrada num hospital com uma infeção respiratória.

Também em França o novo coronavírus já infetou políticos. A 10 de março, o ministro da Cultura francês, Franck Riester, anunciou ter testado positivo para a Covid-19. O ministro começou por manifestar sintomas, depois de ter passado vários dias na Assembleia Nacional, onde vários casos foram confirmados. Entre os quais, o deputado Jean-Luc Reitzer, d’Os Republicanos, que esteve quase dois meses internado no hospital, chegando a ter estado em estado grave nos cuidados intensivos.

Além disso, nessa ocasião foram também confirmados os casos da deputada socialista Sylvie Tolmont e dos deputados Guillaume Vuilletet e Elisabeth Toutut-Picard, ambos do República Em Marcha, partido de Emmanuel Macron.

Ao mesmo tempo, no Reino Unido a Covid-19 já infetou as altas figuras do Governo. O primeiro-ministro confirmou a 27 de março que deu positivo. “Vou ficar a trabalhar a partir de casa e em isolamento, que é o que deve ser feito”, acrescentou Boris Johnson, num vídeo publicado no Twitter. Antes disso, a 10 de março, já a secretária de Estado da Saúde, Nadine Dorries, foi diagnosticada com a doença.

Por sua vez, em Itália, que foi considerada por algum tempo, o “epicentro” da pandemia na Europa, os políticos não escaparam ao vírus. Nicola Zingaretti, líder do Partido Democrático e presidente da região da Lazio, já foi diagnosticado com coronavírus, assim como outros quatro presidentes de Câmaras: Attilio Visconti (Brescia), Elisabetta Margiacchi (Bergamo), Marcello Cardona (Lodi) e Rinaldo Argentieri (Matera).

Nem Bolsonaro e Trump escapam à Covid-19

Fora da Europa, também se multiplicam os casos. Um dos mais recentes é mesmo de Donald Trump. No início deste mês, o Presidente dos Estados Unidos da América testou positivo para a Covid-19, depois de uma colaboradora próxima ter confirmado estar infetada. Trump chegou mesmo a ser transportado para o hospital por precaução, encontrando-se já a recuperar na Casa Branca. Além disso, houve pelo menos dois senadores diagnosticados: Ted Cruz e Rick Scott e ainda outros quatro congressistas.

E da América do Norte passamos para a América do Sul, mais precisamente para o Brasil. Há cerca de dois dias, o ministro brasileiro Luiz Eduardo Ramos testou positivo à Covid-19, sendo o décimo dos 22 membros do Governo de Jair Bolsonaro a ser infetado. Além do ministro da Secretaria do Governo foram também infetados o secretário de Estado da Comunicação Social, ministro da Cidadania do Brasil, o ministro da Educação, o ministro da Casa Civil, entre outros. No início de julho, o próprio presidente do Brasil foi diagnosticado com a doença.

Na Austrália, o ministro da Administração Interna, Peter Dutton, anunciou que também está infetado, depois de ter acordado com sintomas. Já no Irão, o ministro-adjunto da Saúde, Iraj Harirchi, também foi um dos primeiros governantes do mundo a ser confirmado com coronavírus, ainda assim a lista de políticos iranianos é longa. Por exemplo, Mojtaba Zolnour, eleito pela cidade de Qom, onde o surto começou no Irão; Mohamad Reza Ghadir, responsável pela gestão da crise de coronavírus naquela cidade; e também Esmail Najjar, que coordena o combate ao coronavírus a nível nacional. Dado o impacto da pandemia, que já fez mais de 500 mil infetados no país, houve alguns deputados que morrerem, como Fatemeh Rahbar e Mohammad Ali Ramazani.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

De Manuel Heitor a Trump, as personalidades da esfera política que já foram infetadas com a Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião