Google Trends: Trump com Covid-19, mas “não tenham medo”

  • Tiago Lopes
  • 11 Outubro 2020

Infetado pelo novo coronavírus, Donald Trump pede aos cidadãos que "não tenham medo". Jair Bolsonaro garante já não haver corrupção no governo do Brasil. Nos negócios, Web Summit vai ser virtual.

Apesar de ter sido infetado pela Covid-19, Donald Trump, presidente dos EUA, está determinado a manter a mesma estratégia de gestão da crise que já resultou em mais de 210 mil mortes no país. Com 7,5 milhões de infetados, os EUA são um dos países mais afetados pela pandemia, merecendo também muitas pesquisas dos portugueses no Google.

Cá dentro

Com a rápida aproximação de eleições presidenciais, agendadas para 3 de novembro, a campanha de recandidatura de Trump continua, sem surpresa, marcada por polémicas.

Depois do primeiro debate presidencial, que colocou Trump e Biden frente a frente, e que também fez correr muita tinta, os últimos dias têm sido marcados pelo acompanhamento da evolução do estado de saúde do presidente, depois de ter sido revelado que ele e a mulher, Melania Trump, foram também, eles próprios, “apanhados” pelo novo coronavírus.

O internamento de Trump num hospital militar e, dias depois, o regresso à Casa Branca, bem como a recusa de participar num debate virtual, foram assuntos que levaram os portugueses a muitas pesquisas no Google esta semana.

Apesar dos mais de 210 mil mortos e 7,5 milhões de casos já registados nos EUA, ao chegar à Casa Branca, Trump disse aos norte-americanos para não terem “medo da doença”. Inclusivamente, tirou a máscara em frente às câmaras.

No dia em que os adeptos portugueses puderam regressar a um estádio de futebol, Portugal e Espanha empataram a zero. Um jogo que, mesmo sendo amigável, foi naturalmente alvo de muita atenção dos portugueses.

Para a história fica a presença de 2.500 pessoas nas bancadas de Alvalade em plena pandemia, depois de muitos meses de bola sem qualquer presença dos fãs.

O guitarrista Eddie Van Halen morreu aos 65 anos, depois de uma longa batalha contra o cancro. Em 1972, tinha fundado o grupo com o mesmo nome, os Van Halen, juntamente com o irmão. A notícia foi divulgada pelo filho nas redes sociais.

“Não acredito que tenho de escrever isto, mas o meu pai, Edward Lodewijk Van Halen, perdeu a sua longa e árdua batalha contra o cancro esta manhã [terça-feira]. Foi o melhor pai que alguma vez podia ter tido. Todos os momentos que partilhei com ele, no palco e fora dele, foram um privilégio. O meu coração está desfeito e penso que nunca vou recuperar desta perda”, escreveu Wolfgang Van Halen, que também era membro da banda desde 2007.

Depois de participar numa reunião do Conselho de Estado onde estava Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, e muitas outras personalidades, António Lobo Xavier, conselheiro de Estado, foi diagnosticado com Covid-19.

No seguimento da notícia, todas as personalidades que estiveram presentes na reunião foram testadas, entre as quais o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, mas também o primeiro-ministro, António Costa, o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, entre outros.

No seguimento desta notícia, Rui Rio, líder do PSD, publicou no Twitter uma aparente crítica à aplicação StayAway Covid, desenvolvida para rastrear possíveis contágios, dizendo que, tendo estado presente na reunião, não recebeu qualquer alerta. De forma pedagógica, os responsáveis pelo desenvolvimento da app responderam ao social-democrata, explicando os detalhes do funcionamento da mesma.

Federico Morais, mais conhecido por “kikas”, foi o grande vencedor do Meo Cup of Surfing, ao derrotar na final o atual campeão do mundo, Italo Ferreira. A prova decorreu na praia de Ribeira d’Ilhas, na Ericeira. “Kikas” conseguiu a pontuação de 15,60, contra os 12,33 do surfista brasileiro.

Lá fora

  • George Floyd. O polícia acusado de matar o cidadão afro-americano George Floyd foi libertado depois de pagar uma fiança no valor de um milhão de dólares. Segundo a AFP, Derek Chauvin, antigo agente da polícia de Minneapolis, está em liberdade, mas vai ser chamado de novo ao tribunal em março do próximo ano.
  • Aurora Dourada. O partido neonazi grego Aurora Dourada, fundado nos anos 80, foi condenado por formação de associação criminosa num processo que durou mais de cinco anos. Além de Nikos Michaloliakos, conhecido como o “pequeno Führer”, o partido era liderado por mais oito pessoas. As sentenças finais ainda não são conhecidas, mas os que foram condenados por dirigir uma organização criminosa podem enfrentar penas de até 15 anos de prisão.
  • Bolsonaro põe fim à Lavo Jato. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro disse esta semana que acabou com a operação Lava Jato por já não existir corrupção no governo do país. “É um orgulho, é uma satisfação que eu tenho, dizer a essa imprensa maravilhosa que eu não quero acabar com a Lava Jato. Eu acabei com a Lava Jato porque não tem mais corrupção no Governo”, anunciou Bolsonaro num evento em Brasília. A operação Lava Jato pôs a descoberto esquemas de corrupção envolvendo empresas como Petrobrás e Odebrecht.

Nos negócios

  • Eléctrico low-cost. Uma startup espanhola anunciou um veículo elétrico com autonomia para 400 quilómetros e um preço mais acessível do que o habitual para estes automóveis, de 17.000 euros, chamado E26. A Lupa Motors conta ter um protótipo do veículo preparado em junho de 2022, com o valor de pré-reserva a fixar-se nos 100 euros. A chegada do E26 às estradas está prevista para 2023.
  • Criador do antivírus Macfee detido em Espanha. John Macfee, o controverso criador do famoso antivírus com o mesmo nome, foi detido em Espanha por suspeitas de fraude. Esta não é a primeira vez que Macfee vê o seu nome envolvido em problemas com a justiça, depois de em 2019 ter sido detido num porto da República Dominicana com várias armas a bordo do seu iate.
  • Web Summit online. “Lisboa continua a ser a casa da Web Summit, mas com o crescimento de infeções e surtos de Covid-19 na Europa, temos de pensar no que é melhor para os portugueses e para os nossos participantes”, disse Paddy Cosgrave em comunicado, lançando assim as bases para um evento totalmente virtual. Após uma reunião com responsáveis autárquicos, ficou decidido que a edição deste ano da maior conferência de empreendedorismo e tecnologia do mundo vai ser online.

Nota: A Google Trends é uma rubrica semanal, publicada aos fins de semana, que resume os temas mais populares da internet com base na ferramenta homónima da Google. É assinada pelo jornalista do ECO Tiago Lopes.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Google Trends: Trump com Covid-19, mas “não tenham medo”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião