PR já discutiu com Costa regresso ao estado de emergência

  • ECO
  • 17 Outubro 2020

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa já analisam a possibilidade do país ter de regressar ao estado de emergência e ponderam novas formas de confinamento.

O Presidente da República já discutiu e analisou com o primeiro-ministro a possibilidade de o país ter de voltar ao estado de emergência, avança este sábado o Expresso (acesso pago). Entre os passos ponderados por Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, estão o de obrigar os portugueses ao confinamento a partir de uma certa hora ou ao confinamento por locais.

De acordo com o semanário, o regresso ao estado de emergência só acontecerá em último caso, mas o “fantasma” dessa possibilidade parece ter vindo para ficar. Quanto mais não seja para efeito dissuasor em relação ao incumprimento das medidas mais robustas, como o uso de máscara. A propósito, o Expresso adianta que, no núcleo duro do Executivo, há a consciência de que a obrigatoriedade da app StayAway Covid não deverá passar no Parlamento, mas faz-se fé de que o alarme gerado possa travar a onda de contágios.

Soluções mais radicais ou são consensuais ou são um fracasso”, avisa, por sua vez, o chefe de Estado, que nas próximas semanas receberá a ministra da Saúde, Marta Temido, os bastonários das várias Ordens do setor, ex-ministros da Saúde e dirigentes sindicais.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PR já discutiu com Costa regresso ao estado de emergência

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião