Sogrape adia lançamento de Barca-Velha 2011 devido a problema nas rolhas

Perante a dificuldade em extrair as rolhas originais das garrafas, a Sogrape adiou o lançamento do Vinho Barca-Velha colheita de 2011. É a primeira vez que há um adiamento em 70 anos de história.

A Sogrape, liderada por Luís Sottomayor, decidiu adiar a comercialização de 33 mil garrafas de 75 centilitros de Barca-Velha 2011, após detetar “dificuldade em extrair as rolhas originais das garrafas”. A empresa vai adiar para depois de 2020 a entrada desta edição no circuito comercial.

“A Sogrape decidiu rearrolhar toda a produção de 75 cl de Barca-Velha 2011, perante a dificuldade em extrair as rolhas originais das garrafas. Procura com isso preservar a longevidade do vinho e proteger a sua notoriedade e qualidade irrepreensível, entretanto já avaliada com nota máxima pela crítica nacional”, explica o grupo em comunicado.

Em 70 anos de história é a primeira vez que o lançamento é adiado. Este “falha” exigiu à empresa a coragem de voltar a “rearrolhar toda a produção”. A empresa justifica a sua decisão como uma “medida de precaução e como recomendam as boas práticas enológicas, este processo exigiu à empresa a coragem de adiar para depois de 2020 a entrada de Barca-Velha 2011 no circuito comercial, por forma a garantir que o vinho expresse em pleno o seu tradicional bouquet“, lê-se em comunicado.

Segundo o grupo localizado em Vila Nova de Gaia, o Barca Velha é “um vinho que ao longo de quase 70 anos desafia o Homem na arte de saber esperar”. Luís Sottomayor sempre defendeu “que o vinho é que manda”, uma crença que hoje se confirma.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sogrape adia lançamento de Barca-Velha 2011 devido a problema nas rolhas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião