Mais de 3.700 empresas apoiadas pela IFD nos últimos quatro anos

  • Lusa
  • 2 Novembro 2020

Instituição Financeira de Desenvolvimento apoiou 3.796 empresas nos últimos quatro anos, num total de 2.498 milhões de euros.

A Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD) apoiou 3.796 empresas nos últimos quatro anos, num total de 2.498 milhões de euros, segundo os resultados divulgados esta segunda-feira, véspera da entrada em funcionamento do Banco Português de Fomento.

“Num período inferior a quatro anos, a IFD apoiou 3.796 empresas, num total de 2.498 milhões de euros”, afirma a instituição de fomento nacional sobre os resultados finais divulgados, acrescentando que estas operações “envolveram 112 parceiros, incluindo 58 business angels [investidores individuais em capital e risco] e 18 fundos de capital de risco”.

Segundo a informação disponibilizada, a IFD criou e lançou 14 produtos em parceria com estas entidades, “que permitiram responder às falhas do mercado no financiamento das PME e midcaps nacionais”.

“A partir de 03 de novembro, inicia-se uma nova etapa no apoio às empresas nacionais, através da junção da IFD, da PME Investimentos e da SPGM [Sistema Português de Garantia Mútua], dando origem ao Banco Português de Fomento”, sublinha a instituição.

O diploma que regulamenta a atividade e funcionamento do Banco Português de Fomento bem como os seus estatutos foi publicado em Diário da República no início de setembro, entrando em vigor no início de novembro.

Esta instituição visa apoiar diretamente as empresas sem necessidade de intermediação do sistema bancário.

A criação do Banco de Fomento estava prevista no Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) aprovado pelo Governo no âmbito do combate à crise económica causada pela pandemia Covid-19.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Mais de 3.700 empresas apoiadas pela IFD nos últimos quatro anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião