“No limite, estado de emergência dura até ao fim da pandemia”, diz Costa

António Costa diz que o decreto de estado de emergência vem dar a segurança jurídica a situações que têm gerado grandes debates. Este estado pode durar, no limite, até ao fim da pandemia.

António Costa propôs um estado de emergência mais limitado a Marcelo Rebelo de Sousa. Presidente da República já enviou o decreto para a Assembleia da República, onde deverá ser aprovado. Entra em vigor na próxima semana, sendo renovável. Em entrevista à Antena 1, o primeiro-ministro diz que, no limite, este “estado de emergência dura até fim da pandemia”.

“Este estado de emergência dá segurança jurídica a situações que têm gerado debates, como as restrições à circulação entre concelhos. Questionado sobre até quando poderá estar em vigor, Costa diz que “no limite, até ao fim da pandemia”. “Haver cobertura jurídica, é bom para todos”, rematou o primeiro-ministro.

O decreto afasta o confinamento total, mas abre a porta a restrições de circulação bem como ao recolher obrigatório, medida que não entrará em vigor de imediato, salientou Costa em entrevista à Antena 1.

“Desta vez, temos estado a aplicar restrições de forma mais comedida. Temos de ter o máximo de flexibilidade, sendo que maior flexibilidade maior é o risco”, disse Costa.

Questionado sobre que medidas podem os portugueses esperar para os feriados de dezembro, Costa não as avançou. Sobre o Natal, época festiva que Costa tem dito que quer salvar, volta a afirmar para a necessidade de serem “criadas condições para ter um Natal em família”.

Costa está convicto que os portugueses já estão mentalizados para que as celebrações terão de ser diferentes, salientando que as famílias muito numerosas terão de passar o Natal em grupos separados. “A minha família não é muito numerosa e já nos organizamos de forma diferente”, disse Costa.

O primeiro-ministro diz que será necessário que todos continuem a tomar medidas para evitar a propagação do vírus, reiterando a necessidade de lavar as mãos, usar máscara e utilizar a StayAway Covid. Isto até haver uma vacina. “Adorava saber inventar uma vacina. Há sinais seguros de que estamos a meses de poder haver vacina”, salientou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“No limite, estado de emergência dura até ao fim da pandemia”, diz Costa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião