AHRESP elogia medidas da CML para comércio e pede adoção noutros municípios

  • Lusa
  • 11 Novembro 2020

"A AHRESP elogia a decisão da autarquia de Lisboa e apela a que idênticas medidas possam ser aprovadas e implementadas nos restantes municípios", salienta os representantes da hotelaria e restauração.

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) elogiou, esta quarta-feira, o plano da Câmara Municipal de Lisboa para apoiar o comércio e restauração, perante o impacto da pandemia, apelando à adoção de medidas idênticas noutros municípios.

A AHRESP elogia esta decisão da autarquia de Lisboa e apela a que idênticas medidas possam ser aprovadas e implementadas nos restantes municípios do território nacional, como forma de mitigar a tão difícil situação que as empresas atravessam”, lê-se no boletim diário da associação.

A Câmara de Lisboa vai lançar um programa para o comércio e restauração da cidade no valor de 20 milhões de euros, com apoios a fundo perdido entre quatro e oito mil euros, a pagar a partir de dezembro.

O programa, que foi apresentado esta quarta-feura pelo presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina (PS), deverá abranger cerca de oito mil empresas e empresários da cidade, que representam 80% do setor em Lisboa e 100 mil empregos, e será pago em duas tranches, entre o próximo mês e março de 2021.

Para se candidatarem a este apoio, as empresas e empresários devem ter registado uma quebra de faturação superior a 25% entre janeiro a setembro. Para as empresas e empresários com um volume de negócios até 100 mil euros em 2019, o valor do apoio total será de quatro mil euros, enquanto para aqueles que tiveram um volume de negócios entre os 100 mil e os 300 mil euros o apoio total será de seis mil euros. Quando o volume de negócios tiver sido entre os 300 mil e os 500 mil euros, o apoio total será de oito mil euros.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.275.113 mortos em mais de 51,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 3.103 pessoas dos 192.172 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

AHRESP elogia medidas da CML para comércio e pede adoção noutros municípios

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião