easyJet está a recrutar tripulantes de cabine para bases de Faro e Málaga

A companhia aérea low cost arrancou com o recrutamento de tripulantes de cabine para as novas bases sazonais em Faro e Málaga, que deverão entrar em funcionamento na primavera de 2021.

Apesar da crise que ameaça o setor da aviação, a companhia aérea britânica low cost easyJet, abriu um novo processo de recrutamento de tripulantes de cabine para as suas bases. O recrutamento deve-se à abertura das novas bases sazonais de Faro e Málaga, que deverão entrar em funcionamento na primavera de 2021.

No final de maio, a easyJet anunciou a redução de 4.500 postos de trabalho, quase um terço dos seus efetivos, face ao impacto da pandemia de Covid-19. Contudo, agora procura tripulantes de cabine para estas bases.

“Apesar de um ambiente muito desafiador, anunciamos recentemente que a easyJet irá aumentar os seus investimentos no mercado português em 2021, através da abertura da nova base sazonal em Faro. Este movimento proporciona novas oportunidades de trabalho, que vamos oferecer primeiro aos nossos colaboradores internos, mas também permitir que novas pessoas se juntem à equipa laranja da easyJet. Esperamos aumentar a nossa tripulação em Portugal e ajudar na recuperação da economia portuguesa”, sublinha José Lopes, diretor-geral da easyJet Portugal, citado em comunicado.

A easyJet abriu as suas bases em Lisboa em 2012 e no Porto em 2015. A base sazonal de Faro tem como objetivo reforçar as operações de verão da companhia, com 17 destinos internacionais com partida do sul do país.

O processo de recrutamento vai decorrer nas próximas três semanas e os interessados podem submeter as candidaturas no site oficial.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

easyJet está a recrutar tripulantes de cabine para bases de Faro e Málaga

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião