Wall Street animado com a vacina. Big tech dá gás ao Nasdaq

Depois das perdas dos últimos dias, tecnológicas recuperam. No arranque da sessão desta quarta-feira, os três principais índices de Wall Street estão a valorizar.

As cotadas tecnológicas destacam-se no arranque da sessão, estando a recuperar das perdas registadas nos últimos dias face à euforia despertada pelos avanços no desenvolvimento da vacina contra a Covid-19 e a consequente perspetiva de desconfinamento e recuo no uso das ferramentas digitais. Esta quarta-feira, os três principais índices de Wall Street negoceiam acima da linha de água, com o Nasdaq a protagonizar os maiores ganhos.

O índice de referência, o S&P 500, valoriza 0,5% para 3.563,22 pontos. Também no verde, o industrial Dow Jones avança 0,35% para 29.524,35 pontos. E a destacar-se, o tecnológico Nasdaq soma 0,89% para 11.656,65 pontos.

As tecnológicas foram das que mais beneficiaram do boom do teletrabalho forçado pela crise pandémica. Daí que o anúncio de que a vacina que está a ser desenvolvida pela Pfizer tem eficácia de 90% contra a Covid-19 tenha abalado estas cotadas, nos últimos dias. Contudo, a euforia em torno desses avanços científicos já está a desvanecer e os investidores estão agora mais cautelosos, estando, por isso, as cotadas da tecnologia já a recuperar.

Assim, os títulos da Netflix valorizam, esta quarta-feira, 0,28% para 481,59 dólares, os da Amazon somam 2,22% para 3.102,52 dólares e os do Zoom avançam 3,93% para 390,79 dólares. Acima da linha de água estão também as ações da Apple, que sobem 1,6% para 117,82 dólares, um dia depois da gigante da maçã ter apresentados novos computadores que usam os mesmos chips que os iPhone.

Esta recuperação acontece numa altura em que um dos principais especialistas norte-americanos em doenças infecciosas apelou à cautela até que a vacina seja aprovada e distribuída. “Ainda demorará muito tempo até termos uma parte significativa da população com a vacina”, disse, citado pela Reuters.

No início da semana, os mercados tinham ainda beneficiado do ânimo despertado pela vitória de Joe Biden nas eleições dos Estados Unidos, mas os desafios que estão a ser colocados por Donald Trump estão agora a retirar alento aos investidores.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Wall Street animado com a vacina. Big tech dá gás ao Nasdaq

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião