Lisboa contraria quedas da Europa. Sonae ganha quase 7% após resultados

A bolsa nacional subiu pela quarta sessão consecutiva, contrariando o sentimento negativo verificado nas praças europeias. A Sonae avançou quase 7%.

A bolsa nacional fechou em alta pela quarta sessão consecutiva. A praça lisboeta contrariou assim a tendência negativa registada pelas congéneres europeias, impulsionada pelos ganhos da Sonae, que subiu quase 7% depois de apresentar resultados, bem como pela valorização de 2% da EDP Renováveis.

O índice de referência nacional subiu 0,59% para os 4.370,18 pontos. Entre as 17 cotadas do PSI-20, sete registaram ganhos nesta sessão, enquanto oito ficaram “no vermelho” e duas permaneceram inalteradas.

A Sonae liderou os ganhos após apresentar resultados. Os títulos da retalhista subiram 6,91% para os 0,6345 euros, depois de revelar que teve prejuízos de 24 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, um valor que ficou, ainda assim, aquém do registado no primeiro semestre. É uma melhoria que traduz um desempenho positivo no período do verão, em que lucrou 51 milhões, beneficiando de um crescimento de quase 6% nas receitas.

Sonae brilha após resultados

Destaque ainda para a EDP Renováveis, que avançou 2,06% para 17,82 euros, voltando assim a renovar máximos, bem como para a Nos, que ganhou 2,52% para os 2,930 euros.

Nas perdas encontram-se vários “pesos pesados” da bolsa, cujas quedas não foram, no entanto, suficientes para arrastar o PSI-20 para o “vermelho”. A Galp Energia recuou 1,97% para os 8,64 euros, a EDP caiu 0,72% para os 4,549 euros e o BCP perdeu 0,74% para os 0,0945 euros.

Pela Europa, o dia foi negativo, depois de várias sessões de ganhos motivadas pelo otimismo face aos avanços na vacina da Pfizer. O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 0,8%, o espanhol IBEX 35 perdeu 0,6%, enquanto o francês CAC 40 recuou 1,3% e o britânico FTSE 100 desceu 0,5%. Já o alemão DAX desvalorizou 1,1%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa contraria quedas da Europa. Sonae ganha quase 7% após resultados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião