IAPMEI esgotou tesouraria e pagamentos às empresas ficaram suspensos

  • ECO
  • 13 Novembro 2020

IAPMEI esgotou a tesouraria no final do mês de outubro. Pagamentos às empresas ficaram suspensos desde 26 de outubro e só foram retomados no final desta semana.

A Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI) esgotou a tesouraria no final do mês de outubro no âmbito de investimentos do Portugal 2020. Como consequência os pagamentos às empresas ficaram suspensos desde 26 de outubro, tendo sido retomados apenas no final desta semana, avança o Jornal de Negócios (acesso pago).

Devido ao acréscimo de ritmo de pagamentos após a realização do pedido de reposição de verbas, o saldo de segurança foi consumido na totalidade antes da entrada dessa reposição, o que levou a uma falha momentânea de tesouraria”, disse o IAPMEI, ao Jornal de Negócios.

O IAPMEI explica que face à crise económica que o país e o mundo enfrentam, se registou um “grande aumento de pedidos” e que as verbas acabaram por “esgotar”. Todavia, o IAPMEI adianta que se tratou de uma situação “pontual e transitória”. De acordo com dados da instituição, só no Centro 2020 os pagamentos até final de outubro subiram 80%, tendo passado de 34,6 milhões de euros, em 2019, para 62,5 milhões este ano. O IAPMEI assegura que os pagamentos às empresas já foram retomados esta semana.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

IAPMEI esgotou tesouraria e pagamentos às empresas ficaram suspensos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião