Jerónimo de Sousa considera “inaceitável” adiar Congresso do PCP

  • ECO
  • 13 Novembro 2020

Jerónimo mantém congresso do PCP por considerar que é um direito político. Líder comunista discorda das medidas do Governo porque são “claramente excessivas”, diz em entrevista à Rádio Observador.

O Congresso do PCP que está marcado para um fim de semana de recolher obrigatório não será cancelado, segundo garante o secretário-geral do partido. Em entrevista à Rádio Observador, o político considera que seria “inaceitável” o Governo exigir o adiamento já que esta “não é uma atividade qualquer. São direitos políticos”. Jerónimo de Sousa garante que “haverá condições de segurança”.

Só se houvesse uma desgraça na direção do partido é que seria ponderada a hipótese de adiar o Congresso“, disse Jerónimo de Sousa à Rádio Observador sobre o encontro que terá lugar nos dias 26, 27 e 28 de novembro, dias em que, por agora, a circulação nos concelhos mais afetados pela pandemia não está restringida, mas pode vir a estar se as medidas atualmente em vigor forem prolongadas. O líder comunista diz que na Festa do Avante! foi garantida toda a segurança e assegura que o mesmo irá acontecer no Congresso.

Apesar de manter as datas por considerar que são direitos políticos, Jerónimo de Sousa também não concorda com as medidas anunciadas pelo Governo. São “claramente excessivas” e “incapazes de dar resposta ao problema de fundo”, segundo o secretário-geral do PCP. Sobre o recolher obrigatório questiona: “Essa medida serve para quê?”

(Notícia atualizada às 17h32)

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Jerónimo de Sousa considera “inaceitável” adiar Congresso do PCP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião