Recuperação económica foi interrompida na Alemanha

  • Lusa
  • 16 Novembro 2020

Segunda vaga e novas medidas de restrição travam recuperação da maior economia da Zona Euro. Bundesbank diz que retoma no último trimestre não será sustentada.

O Bundesbank observa que a recuperação económica foi interrompida na Alemanha na sequência do recente aumento dos contágios com covid-19 e das medidas de contenção parcial adotadas.

O Bundesbank afirma no boletim de novembro, publicado esta segunda-feira, que a economia alemã recuperou fortemente no verão depois do colapso provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Apesar deste forte crescimento no verão, a produtividade económica total foi 4% menor no terceiro trimestre do que no final de 2019, de acordo com os economistas do Bundesbank.

A recuperação não será sustentada no quarto trimestre de 2020, após o ressurgimento da pandemia na Alemanha e noutros países europeus, devido às novas medidas de contenção adotadas em novembro para a desacelerar.

No entanto, os economistas do Bundesbank acreditam que não é muito provável que a economia entre em colapso, como aconteceu em março ou abril, porque “as medidas agora limitam menos a vida económica” do que naquela altura.

“Além disso, as condições internacionais de produção não foram prejudicadas, apesar de o número de novos contágios ser muito elevado em toda a Europa”, dizem os economistas do Bundesbank no boletim.

O mercado de trabalho na Alemanha recuperou um pouco no início do verão e o desemprego caiu um pouco depois de ter atingido um pico em junho. O Bundesbank acrescenta que o número de pessoas empregadas em trabalho a tempo parcial caiu drasticamente desde abril, mas ainda é muito elevado.

Em abril, seis milhões de trabalhadores na Alemanha trabalhavam a tempo parcial, o que corresponde a 18% de todos os trabalhadores que pagam contribuições para a segurança social.

Este número caiu em agosto para 2,58 milhões, segundo dados da agência federal de emprego alemã, enquanto os economistas do Bundesbank esperam que caia ainda mais em setembro e outubro e volte a subir em novembro, depois do aumento dos contágios e da adoção de medidas de contenção parcial.

O Bundesbank prevê que no semestre de inverno, entre outubro deste ano e março do próximo ano, haverá despedimentos em empresas alemãs e um consequente aumento do desemprego.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Recuperação económica foi interrompida na Alemanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião