Lloyds já tem substituto para o lugar de Horta Osório

  • ECO
  • 30 Novembro 2020

Charlie Nunn será o novo CEO do Lloyds. Vai substituir o banqueiro português que esteve quase uma década à frente da instituição britânica.

O Lloyds Banking Group revelou que Charlie Nunn, atualmente líder da banca privada do HSBC, será o seu próximo líder, substituindo António Horta Osório que anunciou em julho que iria abandonar o comando do banco britânico após uma década como CEO, de acordo com a Reuters (acesso livre).

Charlie Nunn vai assumir a liderança do Lloyds num contexto adverso, tendo de enfrentar o impacto da crise pandémica, mas também o da política monetária ultra expansionista do Banco de Inglaterra.

São desafios complexos aqueles que Nunn tem pela frente, sendo que a responsabilidade de conduzir o banco britânico será devidamente remunerada. O Lloyds revela que Charlie Nunn vai receber um salário anual de 1,125 milhões de libras (1,25 milhões de euros) e um prémio fixo de 1,05 milhões de libras (1,16 milhões de euros).

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Lloyds já tem substituto para o lugar de Horta Osório

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião