Republicanos e democratas propõem estímulos de 908 mil milhões para recuperar economia dos EUA

  • Lusa
  • 1 Dezembro 2020

Representantes democratas e republicanos propuseram um plano de recuperação de 908 mil milhões de dólares para a economia dos EUA, num sinal de que as negociações entre ambos os partidos recomeçaram.

Um grupo de representantes democratas e republicanos propôs esta terça-feira um plano de recuperação de 908 mil milhões de dólares para a economia norte-americana, num sinal de que as negociações entre ambos os partidos recomeçaram.

Embora o pacote destinado a relançar a economia afetada pela crise da pandemia de Covid-19 não tenha tido ainda o aval da Casa Branca, poderá ser o princípio do fim do impasse que dura desde o verão.

Outro sinal será o contacto telefónico agendado para esta terça-feira entre a líder democrata da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro da administração Trump, Steven Mnuchin, em que ambos discutirão uma futura lei orçamental e também medidas para combater os efeitos da pandemia.

“Seria indesculpável que saíssemos de Washington [para a pausa de Natal] sem acordo”, referiu o democrata Joe Manchin.

A proposta ultrapassa os 500 mil milhões que os republicanos estavam dispostos a apoiar até agora, mas menos do que os dois biliões que os democratas pretendiam.

O anúncio do recomeço das negociações acontece no mesmo dia em que o presidente eleito Joe Biden deverá apresentar a sua equipa para o setor económico.

Cerca de 12 milhões de norte-americanos estão prestes a perder os seus subsídios de desemprego, que terminam a 26 de dezembro. Além disso, as proteções sociais para arrendatários e alunos que contraíram empréstimos para financiar os seus estudos.

O presidente do banco central dos Estados Unidos (Fed), Jerome Powell, está há meses a pedir que seja votado um novo plano de ajuda à economia.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Republicanos e democratas propõem estímulos de 908 mil milhões para recuperar economia dos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião